Sandra Bullock diz que conversa com seu filho sobre racismo

Sandra Bullock estará de volta aos cinemas em breve com o filme“Our Brand Is Crisis”, no qual interpreta Jane Bodine, uma consultora política aposentada, que volta à ativa para auxiliar um candidato à presidência da Bolívia. O roteiro é baseado na história real de James Carville, estrategista da campanha de Gonzalo Sánchez de Lozada, candidato à presidência no nosso país vizinho, nas eleições de 2002.

James é um homem e, portanto, seria interpretado por um homem, até então o ator George Clooney, que por conta de outros trabalhos, não atua na produção, mas é um dos produtores dela. Sandra Bullock estava à procura de papéis melhores e perguntou se seria problema trocar o gênero do protagonista. O próprio estrategista Carville aprovou a escolha da atriz para o papel. “Mas por que não? É ótimo”, afirmou ele ao The Washington Post.

O filme será lançado no dia 30 de outubro, logo, o elenco está promovendo “Our Brand Is Crisis” em diferentes veículos de comunicação. Entre eles, o canal BET, que possui atrações voltadas ao público negro, entrevistou Sandra Bullock, mas desviou das perguntas sobre o trabalho da atriz para saber se ela conversa com seu filho de cinco anos, Louis, sobre racismo, um tema tão em voga no Estados Unidos no momento, como lembra a entrevistadora. Para quem não sabe, Sandra é mãe de um menino negro.

“Com certeza. Nós temos uma conversa aberta sobre isso. Ele entende completamente o que significa [racismo]. Ele não entende por que as pessoas julgam umas às outras com base na cor de suas peles, mas ele sabe que julgam”, afirmou a americana. “Ele também sabe que existe machismo e homofobia. Acho que se você não começa a conversa desde cedo, você está fazendo desserviço”.

E ela tem um ponto certeiro. É importante que os pais conversem sobre raça com os filhos, pois esta é uma forma de ensiná-los a respeitar as diferenças, porque crianças as enxergam e ficam curiosas. De acordo com um estudo de 1997, as crianças começam a formar opiniões e preconceitos entre os três e cinco anos, tendo por base tudo aquilo que viveu até o período. Caso os pais sejam preconceituosos ou ajam com indiferença em relação a situações de racismo, por exemplo, isso ajuda a formar crianças que reproduzirão esse tipo de discriminação.

“Se os pais são discriminadores dificilmente ajudarão os filhos a não ter preconceito”, avisa o psiquiatra Telmo Kiguel em reportagem do UOL. “Se não forem, servirão de modelo pela sua conduta e por aquilo que puderem transmitir verbalmente”. Portanto, conscientizar as crianças desde cedo sobre questões raciais e de gênero ajuda a construir uma sociedade com maior respeito com o outro. “Atitudes, falas e alguns comportamentos dos pais, mesmo sem intenção, induzem à discriminação, pois eles, muitas vezes, interiorizaram o preconceito”, esclarece a doutora em psicologia Marcia Regina Vital, também ouvida pelo UOL.

É por isso que a atitude de Sandra Bullock é importante e deve ser encorajada. “Não é uma conversa que qualquer pai queira ter com seus filhos. Dizer que ele será julgado pela cor de sua pele ao invés de seu caráter, mas isso existe”, conta a atriz. “Quero que ele esteja seguro, quero que ele esteja consciente”.

Esta não é a primeira vez que ela fala sobre o assunto. No começo do mês a artista foi capa da revista Glamour americana e contou que se preocupa com o futuro do seu filho. “Quero que meu filho esteja seguro. Quero que ele seja julgado pelo homem que ele é. Estamos num ponto agora onde se não fizermos algo, destruiremos as coisas maravilhosas que as pessoas fizeram. Você olha para os direitos das mulheres, está se transformando num mundo maluco. Mas, às vezes, é preciso fazer muito barulho para que as pessoas digam ‘eu não posso mais ignorar isso’. Se eu pudesse carregá-lo numa bolha comigo pelo resto da vida, eu iria, mas eu não posso”.

A entrevista de Sandra Bullock para o BET pode ser conferida abaixo:

Comments

  1. Pingback:Sandra Bullock protagonizará versão toda composta por mulheres de "Onze Homens e Um Segredo" - Prosa Livre

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.