Robin Williams vai fazer você sentir coisas nestas cenas deletadas de “Uma Babá Quase Perfeita”

  11. fevereiro 2016   Cinema   0

Um dos trabalhos mais icônicos deixados pelo falecido ator Robin Williams é, sem dúvida, “Uma Babá Quase Perfeita” (1993). No filme, o ator dá vida a Daniel Hillard, um pai desempregado que se disfarça de mulher e vai trabalhar na casa da ex-esposa para poder passar mais tempo com os filhos.

A comédia inspirada no livro “Alias Madame Doubtfire” foi um sucesso e rendeu um Oscar de ‘Melhor Maquiagem’ ao longa que também tinha Sally Field no papel principal.

Mais de 20 anos depois de seu lançamento, duas cenas deletadas de “Uma Babá Quase Perfeita” foram parar na internet, graças ao jornalista Matthew Keys, o qual as colocou em seu canal no Youtube.

As cenas oferecem um retrato de quão partida a família está e vão fazer você sentir coisas. Na primeira, Daniel, o pai, chega atrasado ao concurso de soletração que sua filha mais velha, Lydia (Lisa Jakub) participa, mas a tempo de vê-la concorrendo. Contudo, ele vai direto à ex-esposa, Miranda (Sally Field), para saber por que ela não guardou um lugar para ele, afinal, o auditório está cheio. A discussão entre os dois distrai Lydia, que não consegue soletrar uma palavra e é desclassificada da competição.

Em seguida, pai e filha conversam do lado de fora da escola, e ele pede desculpas a ela.

“Por que você e a mamãe não podem fingir ser felizes?”, pergunta a menina.
“Nós poderíamos.”
“E nós ainda seríamos uma família?”
“Nós seríamos, mas seríamos uma família de mentira. Não seria de verdade. Nós atuaríamos… Você não pode atuar 24 horas por dia. Eu não sou um bom ator e o dia de hoje prova isso. Atuar é legal, mas é um trabalho.”
“É seu dever ser nosso pai.”
“Não é um dever. É um prazer ser seu pai. Eu não preciso interpretar seu pai, eu sou o seu pai. Eu ajo como um idiota, mas eu sou seu pai. Sempre. Na chuva, no sol. Você ainda é a coisa mais maravilhosa da minha vida. Você me perdoa?”

MEUS. OLHOS.

A segunda cena é bem mais dramática. Daniel vai à casa de Miranda nas roupas da babá Doubtfire e os dois têm uma explosiva discussão na sala.

“Nós precisamos conversar”, pede Daniel.
“Eu não posso conversar com você vestido assim.”
“Eu troco de roupa. Posso entrar?”

Ele entra e os dois conversam.

“Me desculpe, mas você precisa entender uma coisa. Me escute…”, diz Daniel.
“Você sentou ali enquanto eu te servia chá! Você me encorajou a conversar abertamente sobre o casamento, você recebeu dinheiro para ficar perto dessa casa sem ser convidado.”
“O dinheiro voltou para cá. Eu fiz tudo, porque você não estava fazendo nada bem. E eu fui ótimo e você disse centenas de vezes que a senhora Doubtfire era maravilhosa! Eu poderia ter feito tudo de graça, mas você não me deixaria.”
“Eu não quero saber de desculpas. Eu não vou te perdoar nunca!”
“Eu fiz isso porque queria ficar com as crianças.”
“Você mentiu para elas!”
“Eu nunca menti para elas!”
“O que você quer dizer?”
“Elas descobriram.”
“Elas sabiam?”
“Sim.”
“Como você ousa encorajá-las a mentir para mim?”
“Você não percebe? É você o motivo da mentira! Porque você tentou jogar fora anos juntos! Você tentou apagar como se não fosse nada! Você tentou destruir o fato de que nós éramos uma família!”
“Esta família não funciona!”
“Funcionaria se você permitisse que isso acontecesse!”
“É mais prejudicial para eles estar nesta família do que estar numa família divorciada, a qual eles poderiam se ajustar!”
“Não, eles não podem se ajustar a isso! Eu sou o pai deles! Eles me amam!”
“E eu sou a mãe deles e eles me amam!”
“Eu odeio vocês dois”, interrompe Lydia.
“Eu também”, diz Chris (Matthew Lawrence).

Os filhos sobem as escadas e Miranda pede para Daniel ir embora. Ela então fica sozinha na sala de cabeça baixa.

Talvez se as cenas tivessem entrado em “Uma Babá Quase Perfeita”, o filme não seria considerado uma comédia, não? De qualquer forma, estamos todos com os corações apertados.