Netflix vai incluir mais avisos de conteúdo sensível no seriado “13 Reasons Why”

  03. maio 2017   Televisão   0
Netflix vai incluir mais avisos de conteúdo sensível no seriado “13 Reasons Why”

Enquanto muita gente elogiou “13 Reasons Why”, pela forma como a série aborda bullying e suicídio, outros tantos a criticaram pelo mesmo motivo.

O Ministério Público da Paraíba, por exemplo, emitiu uma nota contra a atração da Netflix, alertando crianças e jovens a não assistirem a obra, por conter cenas “cenas muito impactantes”. Fora do Brasil, o Canadá baniu o seriado de algumas escolas, enquanto na Nova Zelândia, a produção foi proibida para menores de 18 anos. No mais, algumas organizações de saúde mental acreditam que a série romantiza o suicídio e pediram cuidado ao assistir para quem estiver em momentos de fragilidade emocional.

Ouvindo todos os lados, a Netflix resolveu agir e revelou que vai incluir mais avisos de conteúdo sensível no seriado “13 Reasons Why”, o qual já conta com esses comunicados antes de três episódios: “9. Fita 5, Lado A”, “12. Fita 6, Lado B” e “13. Fita 7, Lado A”. Neles, logo na abertura, a atração avisa que “o episódio contém cenas que alguns espectadores podem considerar perturbadoras e/ou não apropriadas para públicos mais jovens” por representações gráficas de estupro, assédio sexual, violência e suicídio.

“Houve uma tremenda quantidade de discussão sobre o nosso seriado ’13 Reasons Why’. Embora muitos de nossos membros o vejam como um veículo valioso para começar conversas importantes com suas famílias, nós também ouvimos as preocupações daqueles que sentem que a série deveria ter mais avisos”, diz o comunicado da Netflix obtido pela Variety. “Atualmente os episódios que contêm conteúdo gráfico são identificados e a série, no geral, é indicada a maiores de 17 anos. Indo além, vamos incluir um aviso adicional antes do primeiro episódio, como uma precaução extra para aqueles que vão começar a assisti-lo. Também fortalecemos a mensagem e o recurso de linguagem já existentes nos episódios que contêm conteúdo gráfico, incluindo o site 13ReasonsWhy.info – uma fonte de acesso global, que oferece informações sobre organizações profissionais que prestam apoio às sérias questões abordadas na produção”.

O site mencionado, 13ReasonsWhy.info, é uma das ações que a Netflix realizou para apoiar quem estiver com problemas emocionais. Ele oferece uma lista de organizações, em diversos países, que podem prestar ajuda a pessoas considerando o suicídio. Para o público brasileiro, a página indica o CVV (Centro de Valorização da Vida), apontando o telefone para contato (141) e o site da instituição.

Além disso, a plataforma de streaming realizou um especial com os atores que fazem a série, incluindo Selena Gomez, produtora-executiva da obra, no qual falam sobre a importância de procurar apoio profissional e de familiares e amigos para lidar com doenças mentais.

A história de “13 Reasons Why” gira em torno do suicídio de Hannah Baker (Katherine Langford), uma adolescente que tira sua própria vida, e que deixa uma caixa de fitas cassete para cada uma das pessoas que contribuíram para que ela tomasse a dura decisão.

Desde que foi lançada, a série aumentou em 500% o número de atendimentos ao Centro de Valorização da Vida.

“Vimos como positiva a oportunidade de ajudar os espectadores da série, que podem nunca ter ouvido falar no CVV”, explicou Carlos Correia, voluntário da associação, ao jornal O Globo. “Entre meus colegas voluntários, cada um tem uma opinião diferente: uns acham válido abordar o assunto dessa forma tão explícita, outros acham que a série pode, sim, induzir ao suicídio. É uma questão bastante subjetiva, e não é do escopo do trabalho do CVV avaliar se isso é bom ou ruim”.

Contudo, a equipe por trás do seriado, inclusive o roteirista Nic Sheff, e a produtora-executiva, Selena Gomez, saíram em defesa das cenas gráficas exibidas em “13 Reasons Why”.

“Não é um assunto fácil de ser conversado, mas estou feliz com o que ele tem feito”, disse a cantora para a Associated Press. “Estou emocionada e orgulhosa”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *