Michelle Obama, Kelly Rowland e Kelly Clarkson se unem em música para empoderar meninas

  17. março 2016   POP   0
Michelle Obama, Kelly Rowland e Kelly Clarkson se unem em música para empoderar meninas

Há um novo hino de empoderamento feminino por aí, e ele veio de quem nós menos esperaríamos: da primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama!

Quer dizer, nós já sabemos que ela leva jeito para a música, mas em “This Is For My Girls”, nome da faixa, ela não solta a voz. Ao invés disso, ela convocou um time de artistas femininas incríveis para cantar a canção escrita por Diane Warren, mesma compositora de “Till It Happens To You”, que concorreu ao Oscar no mês passado.

“É meio que ‘We Are The World’ encontra ‘Lady Marmalade’, com essas vozes fortes de mulheres fortes”, descreveu a compositora à Billboard. “Quando foi a última vez que você ouviu uma música que tivesse tantas divas maravilhosas? Estou muito orgulhosa.”

“This Is For My Girls” possui os vocais de Kelly Clarkson, Missy Elliott, Kelly Rowland, Janelle Monae, Lea Michele, Zendaya, Jadagrace e Chloe & Halle. A música foi produzida na plataforma MAKERS, da AOL, e está disponível para venda no iTunes.

Todo lucro será revertido para a campanha da Casa Branca, a Let Girls Learn, um fundo criado para a educação de meninas no mundo todo. De acordo com o projeto, estima-se que 62 milhões de garotas estão fora das escolas. Dados da UNESCO afirmam que quase 16 milhões de meninas entre 11 e 16 anos nunca aprenderão a ler ou escrever ou resolver operações matemáticas simples. O número é o dobro de meninos na mesma situação.

“Diane Warren e esse coletivo de artistas talentosas e poderosas tomaram uma atitude de verdade para apoiar Let Girls Learn”, disse Michelle Obama em um comunicado. “Estou contente que elas criaram esse hino para as 62 milhões de meninas no mundo todo que não estão na escola.”

A canção foi lançada nas rádios na terça-feira (15), e apresentada ontem, antes de um painel com as participações da primeira-dama, Queen Latifah, Missy Elliott, Sophia Bush e Diane Warren, no South By Southwest (SXSW), festival de música, cinema e tecnologia, realizado em Austin, capital do Texas. No evento, Michelle Obama descartou a possibilidade de concorrer à presidência dos Estados Unidos. “Há muitas maneiras de impactar o mundo: você não precisa ser presidente dos EUA para fazer coisas maravilhosas.”

“Não pretendo diminuir meu trabalho nem um pouco”, afirmou. “Tem tanta coisa que posso fazer, às vezes até mais estando fora da Casa Branca, fora dos holofotes. Vou continuar fazendo isto pelo resto da vida.”

Nesta semana, Michelle escreveu um artigo para a newsletter “Lenny”, da atriz Lena Dunham, onde explicou por que a educação das meninas é tão importante para ela. Segundo a primeira-dama, o debate sobre a educação feminina no mundo se perde em números e nas condições precárias dos países, escolas e das famílias.

“E tudo isso é verdade, mas um ponto fundamental é ignorado. Essa questão não é só sobre o acesso a recursos como bolsas de estudo, transporte e banheiros femininos [muitas meninas deixam de ir à escola quando menstruam, pois não têm acesso a materiais de higiene]. É também sobre atitudes e crenças: a crença de que as meninas deveriam ser valorizadas por seus corpos, não por suas mentes; a crença de que meninas simplesmente não merecem educação e a melhor chance de suas vidas é casarem-se quando mal são adolescentes e começarem a ter filhos.

Imagine-se por um momento calçando seus sapatos. Imagine ser uma menina brilhante, curiosa com várias ideias sobre o que você quer ser quando crescer. E, então, um dia alguém toca seus ombros e diz: ‘desculpe, você não. Você é uma menina. Seus sonhos acabam aqui. Você precisa largar a escola, casar com um homem 20 anos mais velho e que você nunca viu na vida, e começar a ter filhos.’

É inconcebível, certo? Nós não aceitaríamos esse destino para a gente ou para nossas amigas, irmãs ou filhas. Então por que aceitamos isso para qualquer menina nesse planeta?”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *