Kristen Stewart vai salvar o fim de ano com a comédia romântica “Happiest Season”

Eu acredito que não seja preciso explicar por que 2020 foi um ano difícil. Eu estou cansado, você está cansado e todos estamos tão cansados, ao ponto de que parece impossível que a festiva época de Natal consiga trazer um mínimo de conforto para nossas mentes e corações.

Bem, para salvar o fim de um ano que parece interminável, Kristen Stewart assumiu a difícil missão de colocar um sorriso nos nossos rostos com “Happiest Season”, uma comédia romântica protagonizada por ela e Mackenzie Davis, as quais interpretam um casal de lésbicas. Isso mesmo: nossas preces foram atendidas e um filme natalino com duas mulheres apaixonadas uma pela outra está vindo aí. Pelo jeito, 2020 acertou em algo!

Kristen dá vida a Abby, que está prestes a conhecer a família de Harper (Davis), sua namorada, durante as festas de Natal. Não só isso, a moça pretende pedir a mão de Harper na ocasião. Tudo parece perfeito, certo? O problema é que Harper não contou aos pais que é lésbica, tampouco que tem uma namorada.

Essa situação desconfortável faz com que Abby repense a pessoa que achou ter conhecido, e tenha que esconder seus sentimentos para não atrapalhar a reunião familiar.

“Happiest Season” é dirigido e escrito por Clea Duvall, que tem em seu currículo vários trabalhos como atriz, incluindo “The Handmaid’s Tale”, “A Intervenção”, “Argo” e “Nunca Fui Santa”. Segundo a artista, em entrevista à revista Entertainment Weekly, o tema da produção é extremamente pessoal.

“Escrevi a minha verdade e conto a história a partir da minha própria perspectiva. Eu passei Natais com parceiras cujos pais não faziam ideia [de quem ela era]. Eu era ‘a amiga’ nos encontros familiares”, contou Clea. “Numa jornada como a de se assumir, você não imagina o que possa acontecer ou como as pessoas vão reagir. E isso dá medo. Tem uma parte sua que muda uma vez que você sai do armário”.

Vale a pena pontuar, também, que filmes de Natal, embora tão comuns, raramente trazem narrativas LGBTQIA+. Nesse sentido, “Happiest Season” talvez indique o começo de mais produções natalinas contando nossas histórias. Nós não paramos de existir no final do ano, e merecemos histórias leves de amor tanto quanto qualquer hétero.

Kristen Stewart partilha dessa visão e declarou à revista EW que a experiência de filmar o longa-metragem foi “libertadora”.

“Eu cresci assistindo e amando filmes como esse. Ver pessoas [marginalizadas] amando umas às outras no meio de algo que é tão convencional foi muito animador e libertador”, afirmou a atriz. “Eu quero que as pessoas vejam que duas meninas apaixonadas é algo divertido de assistir”.

Ela acrescentou ainda que, por conta do gênero de “Happiest Season”, o público não vai encontrar problemáticas complexas – e é isso o que torna a obra especial.

“Você não vai assistir a ele e pensar: ‘meu deus, o que vai acontecer com elas, pois o mundo é assustador?’ Você sabe o que vai rolar. É uma comédia romântica natalina. As coisas vão se acertar e você vai querer ver como isso acontece. É um alívio permitir-se respirar. É um sentimento novo”.

Antes previsto para um lançamento nos cinemas, “Happiest Season” estreará nos Estados Unidos pelo Hulu, uma plataforma de streaming, no dia 25 de novembro. No restante do mundo, ainda se discute como se dará o lançamento, mas ainda não há uma data.

Se será no cinema ou no streaming, o que importa é que esse respiro de alívio ao qual Kristen se refere é necessário em um ano difícil para todos. Ainda que as festas não sejam tão alegres como foram em outros anos, ainda é possível sorrir. E é isso o que vamos fazer.