Jennifer Lawrence fala, pela primeira vez, sobre o roubo de suas fotos íntimas

Capa da edição deste mês da revista “Vanity Fair” americana, a atriz Jennifer Lawrence resolveu falar sobre o roubo de suas fotos íntimas por um hacker em agosto. “Não é porque sou uma figura pública ou uma atriz, que eu pedi por isso”, conta ela à publicação. As fotos foram roubadas de sua conta no iCloud, serviço de armazenamento de arquivos em nuvem, da Apple, e foram parar por todas as redes sociais.

Patrick Demarchelier exclusivamente para a Vanity Fair
Patrick Demarchelier exclusivamente para a Vanity Fair

Lawrence encontrou o editor colaborador Sam Kashner, no dia 13 de agosto. No dia 31 do mesmo mês, suas fotos foram roubadas e divulgadas. O repórter foi atrás da equipe da atriz, na esperança de dar a ela a palavra final sobre o caso. E Jennifer Lawrence não mediu suas palavras na entrevista. “É meu corpo e deveria ser minha escolha [divulgar as fotos]. E o fato de não ser minha escolha é absolutamente nojento. Não consigo acreditar que vivemos num mundo assim”.

A atriz de 24 anos confessou que “estava com medo. Eu não sabia como minha carreira seria afetada por isso”. Outras mulheres tiveram suas fotos roubadas, como Rihanna, Kirsten Dunst e Kate Upton. Lawrence contou ainda que, à época, não conseguiu escrever uma declaração oficial sobre o ocorrido. “Tudo o que eu tentava escrever me fazia chorar ou me deixava com raiva. Eu comecei a escrever um pedido de desculpas, mas eu não tenho do que me desculpar. Eu estava em um ótimo relacionamento, cheio de amor e saudável por quatro anos. Era a distância, então, ou seu namorado olha para vídeos pornôs ou ele olha para você”, declarou à revista.

Ainda na entrevista (em inglês), a atriz quis deixar bem claro que o ocorrido é crime. “É uma violação sexual. É nojento. As leis precisam mudar e nós precisamos mudar. É por isso que esses sites são responsáveis. Só pelo fato de alguém ser explorada e violentada sexualmente, a primeira coisa que vem à cabeça é que alguém quer lucrar com isso. O problema vai muito além de mim. Eu não consigo me imaginar estar separada da humanidade. Não consigo me imaginar sendo tão vazia por dentro”.

Quando ela diz que precisamos mudar, isso quer dizer não compartilhar fotos roubadas, mesmo com a intenção de denunciar um crime como esse. “Qualquer pessoa que olhe para essas fotos, está perpetuando uma violência sexual. Você deveria sentir vergonha. Até pessoas que eu conheço e amo dizem “Sim, eu vi suas fotos”. Eu não queria ficar brava, mas ao mesmo tempo eu pensava ‘eu não pedi para você ficar vendo fotos do meu corpo nu'”.

E à imprensa sensacionalista, a atriz também deixou um recado. “Vocês têm uma escolha. Você não precisa ser uma  pessoa que espalha mentiras e negatividade para viver. Você pode fazer algo bom. Você pode ser bom. Vamos fazer essa escolha e… Isso faz bem”.

Por fim, Lawrence conta que está se reerguendo após esse evento trágico em sua vida. “O tempo realmente cura. Eu não choro, nem fico mais brava por conta disso. Não posso deixar minha paz depender da prisão de quem fez isso, porque talvez nunca descubram o responsável. Eu só preciso encontrar minha paz”, finalizou.

A atriz foi muito corajosa em dar essa entrevista. Após as fotos caírem na rede, muitas pessoas apontaram a culpa para ela por ter tirado as fotos, porém, foi ela quem teve sua privacidade violada. As fotos foram tiradas para ela e seu namorado, não para o divertimento de outras pessoas. Jennifer não pediu desculpas, já que não fez nada de errado e colocou a culpa exatamente em quem deveria: nos hackers que roubaram suas fotos. Palavras fortes que podem encorajar várias outras meninas que passaram pelo mesmo a seguir em frente. Parabéns, Jennifer Lawrence!

tumblr_mvw4ozLKAY1svceedo1_500