Jennifer Aniston e a dureza de ser mulher e não querer ser mãe

No meu estágio, durante 2011-2013, eu trabalhava com uma moça, que virou uma baita de uma amiga, mas que não tinha qualquer vontade de ser mãe. O que era um choque para mim e todos no nosso setor. “Como assim ela não queria ter filhos”? “Tem que filho, sim, oras”. “Como uma mulher pode não querer ser mãe? Não é o sonho de todas”? Resposta: não é o sonho de todas, não.

tumblr_mlayderdsG1rzxujso1_500

Levou um bocado de tempo até eu assimilar que maternidade precisa ser algo voluntário. Ao mesmo tempo em que eu bradava para as mulheres terem direito ao aborto, achava um absurdo uma mulher não QUERER ter filhos, quando poderia ter um tranquilamente.

Foi nesse meu contato com o feminismo que aprendi que não ter filho não te faz menos mulher. Afinal, ser mãe é um bocado de responsabilidade, então, ter um filho somente pela obrigação e não por querer, nunca vai ser bom para ninguém. Nem para a mãe, nem para a criança.

Hoje, acho bem incômodo essa pressão social para que as mulheres sejam mães, como se elas só pudessem ser mulheres inteiras com a maternidade. Existem mulheres que não querem ter filhos. E nós precisamos aprender a respeitar suas vontades. São seres humanos que tem o direito de tocar a vida como bem quiserem.

rachel-green-friends

E não importa o quão bem-sucedida seja a mulher, a pressão recai sobre todas. Jennifer Aniston, por exemplo, já cansou de dar entrevistas sobre o assunto. Recentemente a atriz foi capa da revista Allure, onde, mais uma vez, teve de falar sobre a maternidade.

“Eu não gosto [da pressão] que as pessoas colocam sobre mim, sobre as mulheres – que nós falhamos como mulheres porque não procriamos. Não acho isso justo. Você pode não ter um filho saindo de sua vagina, mas não quer dizer que você não serve como mãe para cachorros, amigos ou filhos de seus amigos”.

E como a gente sabe, nós, homens, não somos cobrados por isso. Nós podemos não querer ter filhos, mas as mulheres têm que querer. E isso precisa parar. Não é egoísmo delas. É somente o desejo de não ter filhos.

“Isso continua sendo dito sobre mim: que eu só penso em trabalho, que foco somente em mim, que eu não quero ser mãe e que isso é muito egoísta”.

Nem Jennifer Aniston, nem qualquer mulher é egoísta por não querer ter filhos. Nós é que somos ao tentar impor nossos desejos  sobre outro ser humano, que é pleno e possui outros ideais na vida. Vamos começar a aceitar as escolhas individuais de cada um. Se queremos ver as mulheres livres, então que comecemos a aceitar suas individualidades.