Ivete Sangalo fala sobre homossexualidade em entrevista ao ‘Extra’

Uma das maiores cantoras brasileiras, Ivete Sangalo, estará no Riocentro, na sexta-feira, para participar da celebração de seis anos da festa Chá da Alice, nome inspirado no livro de Lewis Carroll, ‘Alice No País das Maravilhas’. “Mudaram para Chá da Veveta para ficar pessoal e intransferível. Vai ser uma noite especial com participações de amigas como Aline Rosa, Anitta e Preta Gil”, destaca Ivete ao jornal Extra. “Eu tenho um público fiel e quero que eles sejam felizes nas minhas apresentações. Homossexual ou heterossexual, eu estou abraçando e beijando todo mundo”.

A festa é muito frequentada pelo público LGBT, que tem um carinho enorme pela cantora baiana. Aliás, o afeto é recíproco. Em entrevista ao Extra, ela acredita que é preciso mais respeito à diversidade. “O que a sua orientação sexual interfere na minha vida? Nada. Agora, se você está feliz, isso muda muito na minha vida e na sua. Felicidade é a grande tônica do meu cotidiano. Os gays merecem todo o amor e respeito do mundo”, comenta Ivete. ” Tolo é aquele que acha que a melhor maneira de existir é condenando o outro”.

Esse é um refresco para os tempos em que vivemos no Brasil. Para quem não lembra, a atual da novela da Rede Globo, ‘Babilônia’, foi muito criticada e boicotada por apresentar um beijo entre um casal de lésbicas, e a Parada LGBT, realizada em São Paulo, também foi alvo dos conservadores por conta da performance da atriz transexual Viviany Beleboni, que desfilou pregada numa cruz, numa representação da dor sentida por homossexuais, travestis e transexuais.

Ivete Sangalo junta-se à atriz Marieta Severo, aos atores brasileiros Bruno Gagliasso e Marco Nanini, que criticaram publicamente o conservadorismo brasileiro. Por isso, a baiana não quer que seu filho Marcelo tenha preconceitos, e revela não ver problema caso ele seja homossexual. “Confesso que fico constrangida de ter que falar sobre aceitação aos gays porque o respeito é uma substância da vida. Não temos que questionar isso. Se meu filho, no futuro, falar para mim que é gay, vou dizer ‘que maravilha’. Vamos ser felizes”, diverte-se. “Ser gay não pode ser uma condenação. A pessoa nasce assim e precisa ser feliz dessa maneira. Temos que ter a percepção humana de que cada um pode viver sem interferir na vida do outro”.

Nessa mesma semana, Ivete Sangalo já havia demonstrado apoio aos homossexuais em entrevista ao site da revista Época. “De que adianta ter tudo na vida, se não se tem a liberdade de se relacionar com quem se quer, de externar o que realmente se sente? Estamos falando de direito e respeito. E é tão honesto você amar verdadeiramente uma pessoa, seja ela quem for, isso independe da sua escolha sexual”. A baiana reiterou ainda que é preciso respeitar a todos. “Para mim, soa até estranho abordar essa questão, porque ela é tão orgânica: você ama aquela pessoa e pronto, é muito simples. Não importa a altura, a cor, o sexo. É amor, puro e simples. Discutir isso é louco, é até ignorância”.

Veveta é rainha do axé, da Bahia e do Brasil! <3

Ivete Sangalo fala sobre homossexualidade em entrevista ao 'Extra'

Gif: via.

Comments

  1. Thiago Saltzman Responder

    Ivete ❤

Leave a Reply to Thiago Saltzman Cancel Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.