Esta barista do Starbucks aprendeu a linguagem de sinais para se comunicar com um cliente surdo

  24. fevereiro 2016   Internet   0
Esta barista do Starbucks aprendeu a linguagem de sinais para se comunicar com um cliente surdo

Uma barista de um Starbucks nos Estados Unidos tornou o dia de Ibby Piracha, um homem surdo, muito especial. Isso porque, depois de ir diversas vezes ao local e digitar em um celular seu pedido, ela resolveu aprender a linguagem de sinais.

Na última sexta-feira (19), Piracha foi ao Starbucks de Leesburg, cidade do estado da Virgínia, e foi surpreendido pela barista que utilizou a linguagem de sinais para atendê-lo. Ela ainda entregou a ele um bilhete que diz: “Estive aprendendo ASL [linguagem de sinais] para que você tenha a mesma experiência de todo mundo.”

Em seguida, ele compartilhou a história em seu Facebook, que acabou viralizando na rede social. Até agora, foram mais 4.900 compartilhamentos, mais de 19.700 curtidas e 70 comentários.

Oh, I gotta love this place. Starbucks woman cashier, she wrote it to me and she knew I am deaf. I am surprised she…

Publicado por Ibby Piracha em Sexta, 19 de fevereiro de 2016

Tradução: Oh, eu amo esse lugar. A operadora de caixa do Starbucks escreveu isso para mim e ela sabia que eu sou surdo. Estou surpreso que ela esteja aprendendo a linguagem de sinais, porque eu vou ao Starbucks três vezes por semana. Ela me perguntou ‘o que você quer beber?’ em linguagem de sinais. Sou abençoado por ela. Acho que ela percebeu que Leesburg tem pessoas surdas. Por favor, compartilhem esse post com todo mundo. Quero que as pessoas entendam sobre a comunidade de pessoas que ouvem apoiarem a comunidade de surdos.”

Era algo que Ibby Piracha, definitivamente, não esperava. “Eu fiquei chocado. Isso me fez sorrir”, contou o rapaz ao Washington Post. “Eu fiquei surpreso que ela tenha feito os sinais. Não foi algo que eu pedi a ela, ela tomou a iniciativa e fez”.

Segundo o jornal, os empregados do Starbucks não têm permissão de falar com a imprensa, mas um porta-voz da empresa disse que estava orgulhoso com a iniciativa da funcionária.

Não é a primeira vez, contudo, que a gigante do café se mostra um espaço para inclusão. Recentemente, a história de um jovem autista ganhou a internet. O canadense Sam trabalha no Starbucks de Toronto, cuja oportunidade foi dada pelo gerente do local, Chris Ali. “Minha vida mudou naquele momento. Meu mundo mudou”, contou o rapaz no programa da apresentadora Ellen DeGeneres. Sam é conhecido por dançar enquanto prepara as bebidas dos clientes, o que segundo ele, o ajuda a ficar concentrado.

Há poucos meses, também, uma outra funcionária da empresa também ficou conhecida na internet após aparecer em um vídeo atendendo uma cliente surda com linguagens de sinais.

“Fiquei feliz de ouvir alguém apoiando a comunidade de surdos”, disse Ibby Piracha, o homem que foi atendido pela barista em linguagem de sinais. “Às vezes, sentimos como se fossemos empurrados para longe, e eu desejo que as pessoas que escutam fossem um pouco mais assertivas ao aprender mais sobre nós e nossa comunidade.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *