Em vídeo da Huggies, uma mãe com deficiência visual consegue ‘ver’ o filho com ajuda de impressora 3D

  07. maio 2015   Internet   0

São infinitas as possibilidades que a tecnologia tem para tornar o mundo mais inclusivo. Quem não lembra do emocionante vídeo da Valspar em parceria com a EnChroma, empresa que criou óculos especiais para que pessoas daltônicas pudessem ver cores?

Outro exemplo de bom uso da tecnologia aparece num comercial da Huggies, marca de fraldas, que ajuda uma mãe com deficiência visual a ‘ver’ seu filho em uma ultrassonografia, utilizando uma impressora 3D. Impressoras 3D são capazes de criar objetos tridimensionais, encurtando a distância entre o físico e o virtual. Imagine desenhar um sapato em seu computador e transformá-lo em realidade. Isso é possível, ainda que a técnica ainda não seja acessível para todo mundo.

Voltando ao comercial da Huggies, nós conhecemos Tatiana Guerra, de 30 anos, e que perdeu a visão ainda na adolescência. Grávida de 20 semanas de Murilo, ela faz sua ultrassonografia e faz várias perguntas ao médico sobre como o filho se parece. A emoção toma conta da mãe quando o médico entrega a ela uma impressão feita com uma impressora 3D, onde ela consegue ‘ver’ os traços do filho. “Tô muito feliz de conhecer o Murilo, antes dele nascer”, diz Tatiana em meio às lágrimas.

Uma proposta bem bacana, mas que poderia virar uma política pública, né? Seria algo muito bacana para as mães com deficiência visual e até para as outras mães guardarem como uma recordação da ultrassonografia, talvez. Onde que a gente assina para que isso aconteça? É passada a hora de tornarmos as tecnologias assistivas mais acessíveis.

Parabéns à Tatiana, que pode ‘ver’ o pequeno Murilo antes de nascer. Daqui a algumas semanas ela poderá realizar o sonho de levá-lo à praia para sentir a areia entre os dedos do pé.

*Nos comentários do vídeo no Youtube, alguns usuários disseram ser impossível uma impressora 3D imprimir algo tão rápido (no vídeo diz levar 15 minutos a impressão de Murilo). Segundo outros usuários, a tecnologia utilizada é feita através de um laser, o que torna o processo bem mais acelerado que as outras formas de impressão.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *