Ellen Page fala sobre o filme “Freeheld” e representatividade feminina em entrevista ao Entertainment Weekly

  13. junho 2015   Cinema   0

Em 2014, Ellen Page (“Juno”) revelou em a conferência sobre direitos dos homossexuais que era lésbica. A atriz contou na ocasião que esperava poder fazer a diferença na vida de outras pessoas. Em recente passagem pelo Brasil, Ellen disse ainda que assumir sua orientação sexual foi algo libertador para ela.

Agora, em 2015, a atriz se prepara para voltar às telas do cinema com o filme “Freeheld”, protagonizado por ela e Julianne Moore. O longa é baseado na história real de Laurel Hester (Julianne) e Stacie Andree (Ellen), um casal de lésbicas, de uma cidade de Nova Jersey. O drama conta a luta de Laurel, uma policial com câncer terminal nos pulmões, que é impedida de passar à sua parceira a pensão a qual tem direito, pois ela não é casada com um homem, já que o casamento homoafetivo não era permitido no Estado.

A batalha dessas duas mulheres já foi tema de um documentário de mesmo nome, “Freeheld”, lançado em 2007, que ganhou o Oscar no ano seguinte.

“Eu lembro de assistir ao trailer do documentário e chorar instantaneamente”, conta Ellen Page ao Entertainment Weekly. “Grandes histórias de amor entre duas mulheres já foram feitas, claro. Algumas delas são meus filmes preferidos. Mas uma história que traz direitos civis, em relação às mulheres – isso nós não vimos o suficiente”.

Filmes que façam uma boa representação das mulheres vêm sendo um pedido cada vez mais constante em Hollywood. E se são poucos os longas que fazem jus à existência feminina, produções centradas em mulheres lésbicas são ainda mais raras. E “Freeheld” não só conta a história dessas mulheres, mas também é protagonizado por uma mulher lésbica.

“Gravar um filme logo após eu me assumir foi uma das maiores alegrias que eu já tive num set de filmagem, o que é complicado de dizer, porque essa é uma história trágica”, afirmou Ellen ao Entertainment Weekly. “Mas o sentimento de estar fora do armário e interpretar alguém que é gay, e cuja coragem permitiu que eu vivesse minha vida, é maravilhoso. Pessoas como Laurel e Stacie são a razão pela qual eu sou tão feliz agora”, finalizou a atriz.

“Freeheld” chega aos cinemas dos Estados Unidos em outubro deste ano, sendo considerado um forte candidato ao Oscar do ano que vem. O roteiro é de Ron Nyswaner (“Filadélfia”, 1993) e a direção é de Peter Sollett (“Nick e Norah: Uma Noite de Amor e Música”, 2008). No elenco, há ainda o ator Steve Carell, Michael Shannon e Josh Charles.

Confira o pôster de “Freeheld” e vamos torcer para o filme chegar em terras brasileiras!