Em discurso no Fórum Econômico Mundial, Leonardo DiCaprio ataca a ganância das indústrias de petróleo, gás e carvão

  27. janeiro 2016   Internet   0
Em discurso no Fórum Econômico Mundial, Leonardo DiCaprio ataca a ganância das indústrias de petróleo, gás e carvão

Se no Globo de Ouro deste ano, Leonardo DiCaprio levou o prêmio de ‘Melhor Ator’ por sua atuação em “O Regresso”, no Fórum Econômico Mundial ele recebeu o Crystal Award, concedido a artistas engajados a melhorar o planeta.

Foram quatro artistas premiados: a atriz chinesa Yao Chen, por seu trabalho com refugiados; o cantor americano will.i.am, por sua dedicação pela educação aos mais pobres; o escultor dinamarquês Olafur Eliasson, que trabalha na criação de comunidades inclusivas; e o ator Leonardo DiCaprio, por seu ativismo pelo fim das mudanças climáticas.

E se na premiação de Hollywood, ele pediu proteção às terras indígenas, ameaçadas pelos interesses de grandes corporações, em Davos, na Suíça, onde a reunião dos líderes mundiais acontece, ele não poupou a “ganância das indústrias de petróleo, gás e carvão”, destacando que elas não não podem “determinar o futuro da humanidade.” “Essas três entidades, com interesses financeiros em preservar esse sistema destruidor, têm negado, e até mesmo escondido, as evidências da nossa mudança climática”, criticou o artista. “Chega. Vocês já deviam saber. O mundo sabe bem. A história colocará a culpa por essa devastação em seus pés.”

Desde 1998, o americano possui a Leonardo DiCaprio Foundation, que trabalha na proteção da biodiversidade, conservação dos oceanos, conservação de terras e no combate às mudanças climáticas. “Durante a última década, fizemos doações diretas a projetos que têm expandido áreas protegidas na terra e no mar, protegendo espécies ameaçadas e empoderando comunidades indígenas, que lutam contra a invasão de corporações em suas terras”, destacou o ator, afirmando que apenas 3% das doações para instituições filantrópicas são revertidas para a preservação do planeta. “Mas esse número precisa aumentar e, com sua ajuda e parceria, ele irá. A generosidade é a chave para o nosso futuro.”

DiCaprio cobrou ainda mais atitudes para combater o aquecimento global, destacando que é preciso um investimento maior em energias renováveis. “Nosso planeta não pode ser salvo, a menos que nós deixemos combustíveis fósseis no chão, que é onde eles pertencem. Há 20 anos, nós descrevemos esse problema como um vício. Hoje, nós temos meios de acabar com essa dependência.”

Contudo, o ator lembrou da Conferência do Clima realizada em Paris, em dezembro do ano passado, quando os 195 países que participaram do evento concordaram em diminuir suas emissões de carbono. “Esse foi um importante primeiro passo, mas nós estamos muito atrasados para comemorar a vitória na luta por nosso futuro e pela sobrevivência do nosso planeta”, disse Leonardo DiCaprio. “O acordo de Paris foi uma chamada para ação, mas agora é a nossa vez de construirmos esse progresso, com perspicácia e comprometimento com a mudança. Juntos, estamos lutando para preservar nosso clima frágil de perigos irreversíveis e devastações de proporções inimagináveis.”

O ator também anunciou uma doação de US$ 15 milhões de dólares para financiar projetos de sustentabilidade e conservação no mundo todo.

O discurso de Leonardo DiCaprio pode ser assistido abaixo (a partir da marca de 16 minutos):


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *