Converse faz comercial com casais que trabalham juntos e dividem o amor pela arte

  15. fevereiro 2016   Internet   0
Converse faz comercial com casais que trabalham juntos e dividem o amor pela arte

O Dia dos Namorados de vários países aconteceu ontem, 14, o chamado “Valentine’s Day”, trazendo diversos comerciais típicos para a comemoração da data. Enquanto a Hallmark, marca de cartões de felicitações, apostou em histórias de casais hétero e homossexuais, a Converse, famosa pela fabricação do All Star, investiu em casais de artistas que trabalham juntos e dividem o amor pelo que fazem.

Feito pela agência Anomaly, o filme “Lovesick: Converse Couples” traz cinco casais: Luis e Raquel, dois músicos, Nathaniel e Ryan, duas drag queens, Alison e Blake, dois estilistas, Junio e Ana, dois bailarinos brasileiros, e Amuse 126 e Merlot, dois grafiteiros. A tela é dividida em duas partes e no site Nowness, onde o vídeo foi postado originalmente, é possível mover as telas para ver mais das expressões faciais de cada um e os ambientes em que estão posicionados.

Todos os casais compartilham as histórias do primeiro beijo e como é trabalhar com quem se ama. Embora a ideia possa soar enjoativa, o comercial é bem divertido e todos contam coisas que qualquer casal pode se identificar.

“Lembra-se de quando aquela peruca manchou o traje branco e eu fiquei muito brava? E você estava, tipo: ‘você está sendo grossa’. E aí eu lembrei que estávamos trabalhando juntos e eu não podia ser grossa com você”, recorda a estilista Alison.

“Eu venho de um lar muito abusivo que não me queria, e quando eu finalmente tive a chance de escapar, foi quase como se Ryan estivesse me esperando ali do outro lado para me ajudar continuar com a minha vida”, conta Nathaniel, que trabalha como drag queen.

“Eu também faço você rir”, diz a cantora Raquel. “O tempo todo. Toda terça-feira”, brinca Luis.

“Cinco casais que trabalham, vivem juntos e que são habilidosos em complementar, completar, romper e inspirar um ao outro todos os dias”, diz a descrição do Nowness. E pelo que parece, isso não poderia ser menos verdade.

O vídeo tem legendas em português e você o assiste clicando na imagem abaixo:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *