A personagem de Emma Watson em “A Bela e a Fera” será mais do que uma princesa

  04. novembro 2016   Cinema   0

Desde que começou a transformar suas animações em filmes com artistas reais, vimos a Disney dar uma repaginada em suas famosas princesas. De donzelas em perigo e em busca do amor de um príncipe, elas se tornaram donas de suas histórias, correndo atrás de seus sonhos e buscando afeto em figuras que não sejam masculinas. As princesas, ao que parece, estão acompanhando a mudança dos tempos.

Depois de “Alice no País das Maravilhas”, “Malévola”, “Cinderela”, “A Bela e a Fera” será o próximo live action da empresa do Mickey Mouse, que terá Emma Watson na pele da famosa garota do vilarejo francês. E assim como suas antecessoras, Bela também ganhará uma nova história.

Se na animação original ela é filha de um inventor e passa os dias lendo livros, ela agora será a INVENTORA! Quem revelou a novidade foi a própria Emma, em conversa com a revista Entertainment Weekly:

“No desenho, o pai dela é o inventor, e nós adaptamos isso para a Bela”, contou a atriz. “Não havia muita informação ou detalhes no começo da história sobre o motivo pelo qual Bela não se encaixa, além do fato de que ela gosta de ler. Além disso, o que ela faz durante o dia? Então nós criamos uma história para ela, que é ela ter inventado uma espécie de máquina de lavar. Por isso, em vez de lavar roupas, ela poderia sentar e ler. Então, nós criamos uma Bela inventora”.

Embora alguém possa vir a torcer o nariz para a ideia de que ela construiu uma máquina de lavar, vamos levar em consideração a época em que a história se passa, e o fato de que ela construiu algo! Quantas princesas – ou mulheres em filmes para crianças – nós já vimos sujando as mãos criando algo? Eu posso estar sendo otimista, mas é possível que Bela e Emma Watson incentivem muitas meninas a fazer o mesmo e que se interessem por ciência e tecnologia, áreas que necessitam de mais mulheres atuando. Esse é o poder que a representação tem.

Mas isso não é tudo! O famoso vestido amarelo usado por Bela no baile com a Fera também recebeu uma pequena mudança, a qual foi uma ideia de Emma Watson: não há um espartilho por baixo dele.

“Para a Emma, era importante que o vestido fosse leve e que permitisse muitos movimentos”, explicou Jacqueline Durran, responsável pelas roupas do filme. “Na reinterpretação de Emma, a Bela é uma princesa ativa. Ela não usaria um vestido com espartilho, pois isso a atrapalharia de alguma maneira”.

E ainda que ela use sapatos de salto alto, Jacqueline fez questão de deixar claro que eles permitem que a princesa possa correr com eles. “Eles são sapatos altos do século 18, mas permitem que Bela corra e possa salvar seu pai”, concluiu.

Para a criação do vestido, Emma e Jacqueline trabalharam juntas para fazer com que ele fosse parecido com o original da animação de 1991.

“Eu adorei trabalhar no vestido, para ter certeza de que ele ficaria absolutamente mágico e caprichado”, disse Emma. “A cena em que eu o uso e danço com ele conta a história da Bela e a Fera se apaixonando. Nós não temos tanto tempo para contar essa história. A dança, para mim, é quando o público começa a perceber que algo está acontecendo e a perceber o que é. Isso é um escapismo delicioso. Você é transportado para outro mundo. O vestido, a dança, a luz das velas, e a música. Foi muito divertido trabalhar em cada aspecto disso tudo. Jacqueline Duran é uma pessoa e figurinista maravilhosa. Ela fez um ótimo trabalho”.

Já estamos ansiosos para (re)ver tudo isso, mas teremos que esperar até 16 de março do ano que vem para (re)vivermos toda a magia. Por enquanto, confira mais imagens: