Zayn Malik tem ajudado a chamar a atenção para o fato de que homens também podem sofrer com distúrbios alimentares

23. março 2017 Famosos 0
Zayn Malik tem ajudado a chamar a atenção para o fato de que homens também podem sofrer com distúrbios alimentares

No ano passado, ao lançar uma biografia que leva seu nome, o ex-integrante do One Direction, Zayn Malik, revelou que sofria com distúrbios alimentares nos tempos em que esteve ligado ao grupo. Contudo, ele admitiu que não sabia o que estava vivendo.

“Quando eu olho para as minhas imagens de novembro de 2014, antes da última turnê, eu consigo ver o quão doente eu estava”, escreveu o músico. “Algo que eu nunca comentei em público antes, mas que eu finalmente aceitei desde que saí da banda é o fato de que eu estava sofrendo com um distúrbio alimentar. Não que eu estivesse preocupado com meu peso ou algo assim, [porém] eu passava dias – às vezes dois ou três – sem comer nada. Virou algo muito sério, mas na época eu não reconhecia o que era”.

Porém, ao conversar com a Associated Press, também em 2016, o cantor preferiu deixar claro que nunca foi diagnosticado com algum tipo de distúrbio alimentar. Seu problema, segundo o próprio Zayn, era a falta de controle sobre sua própria vida.

“Eu percebi que não estava comendo tanto para a quantidade de trabalho que estávamos fazendo. Nossas rotinas eram tão loucas, então, nós estávamos em todos os lugares”, esclareceu. “Era mais sobre perder esse costume de comer e estar sempre ocupado e fazer coisas que jovens de 17 e 18 ano fazem, como beber e ir para festas. Eu nunca fui diagnosticado [com distúrbio alimentar]”.

E no último final de semana, ele foi entrevistado pelo jornal Sunday Times, para o qual contou como recuperou o controle sobre seus hábitos alimentares.

“Cada área da minha vida era tão regrada e controlada, então, comer era a única coisa que eu podia dizer que não faria”, admitiu. “Uma vez que eu recuperei o controle, voltei a comer muito naturalmente. Eu voltei ao Reino Unido e passei um tempo com a minha mãe, ela cozinhou para mim, e eu voltei a ter contato, mentalmente, com coisas que eu tinha perdido”.

Não só isso, a voz de “Pillow Talk”, que tem sido muito aberta com a sua luta contra a ansiedade, chegando a cancelar um show por conta dela, disse que se sente finalmente recuperado.

“Agora, eu não tenho problemas com a ansiedade. As pessoas viram força e não esperavam isso de um homem, mas de uma mulher, o que é maluco. As pessoas têm um medo de assumir suas dificuldades. Para ser sincero, eu não acho que deveria haver uma luta com nada”.

Porém, com um diagnóstico ou não, fato é que Zayn abriu uma conversa importante sobre distúrbios alimentares entre homens, já que esse ainda é considerado um transtorno restrito apenas às mulheres. É verdade que elas formam o maior número de casos de vítimas de distúrbios alimentares, como a bulimia e a anorexia nervosa, mas os homens representam 25% de todos os casos.

Em São Paulo, Carla Bicca, da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), afirma que um em cada seis homens sofre com esse problema. Contudo, esse número pode ser ainda maior, já que muitos não procuram ajuda por vergonha e acreditar que possuem uma ‘doença de mulher’.

“Se pensarmos de uma forma mais abrangente, num cenário em que o diagnóstico muitas vezes não é feito em razão de o paciente não procurar ajuda médica, podemos ter um número maior de homens com o distúrbio alimentar”, disse a psiquiatra para o blog Saúde Plena, do site Uai. “É necessário que a pessoa admita que precisa de ajuda e procure profissionais capacitados. Isso porque quando há um deficit de nutrientes no organismo, começam a ocorrer fraquezas no corpo e batimentos cardíacos anômalos. Esses problemas afetam sobremaneira a vida do indivíduo”.

Segundo algumas pesquisas, os homens desenvolvem distúrbios alimentares entre os 17 e 26 anos, enquanto nas mulheres, eles aparecem já entre os 15 e 18 anos. E de acordo com a Associação Nacional de Distúrbios Alimentares dos Estados Unidos, homens gays possuem mais chances de desenvolver uma doença (15%) do tipo do que homens heterossexuais (5%). Porém, no geral, homens e mulheres podem vir a ter um distúrbio alimentar.

Os motivos que desencadeiam os transtornos são variados, mas o bullying por conta do peso e os padrões de beleza podem contribuir muito para a insatisfação de um indivíduo com seu próprio corpo. Se antes o homem musculoso era o tipo mais cultuado pela mídia, hoje isso parece estar mudando, com homens cada vez mais magros desfilando por passarelas, fazendo campanhas de moda e presentes na publicidade.

Quando mais cedo o diagnóstico for feito, maiores são as chances do homem recobrar o controle sobre sua vida, vivendo-a de maneira mais plena e feliz, como Zayn Malik tem feito. Para lhe dar apoio, o cantor tem ao seu lado sua namorada, a modelo Gigi Hadid.

“Eu a chamo de Gee e ela me chama de Zee. Temos outros apelidos também, mas esses eu vou deixar em segredo”, concluiu o cantor ao Sunday Times.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *