Você não vai querer fazer parte do time de basquete de Katy Perry no clipe de “Swish Swish”

24. agosto 2017 POP 0
Você não vai querer fazer parte do time de basquete de Katy Perry no clipe de “Swish Swish”

Muito tempo depois de lançar o lyric video de “Swish Swish” com a rainha da internet, a Gretchen, Katy Perry finalmente liberou o clipe oficial da música. E ao melhor estilo da cantora, não faltaram uma dose de humor auto depreciativo e celebridades. 

No vídeo dirigido por Dave Meyers (que trabalhou com Kendrick Lamar, Ariana Grande e John Legend), nossa californiana preferida reuniu um time de famosos para jogar em seu time de basquete, os Tigers, contra os Sheeps. Gaten Matarazzo (“Stranger Things”), Jenna Ushkowitz (“Glee”), a youtuber Christine Sydelko, o modelo Dexter Mayfield, o Backpack Kid (ele se apresentou com a Katy Perry no “SNL”) e a comediante Molly Shannon. Do lado oposto, o Montanha de “Game of Thrones” (Hafþór Júlíus Björnsson) e Terry Crews (“Todo Mundo Odeia o Chris”) estão prontos para não deixar o time da artista sair vencedor da partida.

É notável o esforço da voz de “Chained To The Rhythm” em fazer uma obra diversa, contando com drag queens, as estrelas do seriado “GLOW”, da Netflix”, jogadores de basquete e futebol americano e modelos e ativistas pelo fim da gordofobia. Se nos vídeos anteriores todos carregavam mensagens políticas ou libertação sexual, em “Swish Swish” Katy Perry quer que todos sejam livres para expressarem-se com liberdade. É apenas triste que, em um dos momentos, Christine Sydelko, que é gorda, coma uma bola de basquete. Não é bem uma cena que orna com o recado que o clipe quer passar.

O clipe é bem divertido, uma marca da cantora, mas parece uma mistura dos clipes de “Birthday” e “Last Friday Night”.  Não é necessariamente ruim, mas também não é o melhor trabalho de Katy, que tem tentado muito fazer com que sua era atual decole.

Embora “Witness” tenha conquistado o primeiro lugar em sua semana de lançamento, o álbum recebeu diversas críticas negativas e falhou em conseguir que os singles anteriores, “Chained To The Rhythm” e “Bon Appétit” fizessem sucesso. A parceria com Nicki Minaj em “Swish Swish” é um dos melhores momentos do disco, mas dificilmente ajudará a melhorar a situação da artista, que teve de adiar o início de sua turnê mundial. 

A situação pode não ser das melhores, mas quem nunca viveu uma época ruim, não é mesmo? Coitada da Katy Perry, como diria Luciana Gimenez, mas ela vai se recuperar. Afinal, como a própria californiana canta em “Swish Swish”: “eu ficarei por aqui por mais de um minuto, acostume-se”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *