Um seio gigante foi colocado em cima de um prédio em Londres para uma campanha de amamentação

Um seio gigante foi colocado em cima de um prédio em Londres para uma campanha de amamentação

No último domingo (26), foi Dia das Mães no Reino Unido e, para celebrar a data, a agência Mother colocou um seio gigante e inflável no topo de um prédio da região de Shoreditch, bairro de Londres onde está localizada a empresa, para chamar a atenção do público para a importância da amamentação e o tabu que ainda a cerca. 

Segundo o site AdWeek, a agência tem liberdade para criar iniciativas que contribuam para o debate de questões importantes. Neste ano, a escolha foi a amamentação em público.

Parece um pouco absurdo que muitas mães tenham vergonha de amamentar fora de suas casas, mas a realidade é que muitas delas sentem-se julgadas o tempo todo ao alimentar seus filhos em locais públicos. E isso porque, em várias situações, elas recebem olhares tortos, são obrigadas a cobrir o seio ou até a se retirar de estabelecimentos. Para se ter uma ideia, em 2015, o então prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad, teve de sancionar uma lei para multar quem impedisse a amamentação em público.

“Esse foi o nosso projeto para o Dia das Mães. Uma celebração do direito de cada mulher de decidir como e onde vão alimentar seus filhos, sem sentirem culpa ou vergonha sobre suas escolhas”, escreveu a Mother em um comunicado em seu site. Além da nota, foi divulgada a hashtag #FreeTheFeed, ou “liberem a alimentação”.

A campanha da agência parece ter sido inspirada em outra iniciativa, a #FreeTheNipple, que visa combater a censura sobre os seios femininos. Porém, ambas demonstram como o corpo da mulher foi tão sexualizado que, quando ele não serve a esse propósito, o de ser vendido e consumido, ele precisa ser escondido e motivo de vergonha. E isso é exatamente o que a Mother quer combater.

“Qualquer que seja sua escolha na vida, você não deveria ser julgada. Amamentação não deveria ser tabu, não deveria ser escondida e as mães não deveriam ter vergonha de ser mães. Mas muitas sentem-se assim. Queríamos mostrar como isso pode ser exagerado”, disse Ana Balarin, diretora criativa da Mother, ao Creativity Online.

Veja mais fotos da ação (imagens via AdWeek):


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *