Três filmes protagonizados por mulheres foram campeões de bilheteria em 2017; e nós queremos mais

03. Janeiro 2018 Cinema 0
Três filmes protagonizados por mulheres foram campeões de bilheteria em 2017; e nós queremos mais

Houve um tempo em que se dizia que filmes protagonizados por mulheres não vendiam, o que “justificaria” a baixa quantidade de produções lideradas por personagens femininas.

Bem, parece que o jogo virou, pois em 2017, nos Estados Unidos, os três longa-metragens campeões de bilheteria têm mulheres ao centro da narrativa. São eles: “Star Wars: Os Últimos Jedi”, que faturou US$ 533 milhões; “A Bela e a Fera”, arrecadando US$ 504 milhões; seguidos por “Mulher-Maravilha”, que fez US$ 412,6 milhões no último ano. 

Segundo o jornal The New York Times, é a primeira vez em 37 anos, desde que os dados de bilheteria começaram a ser divulgados, que isso acontece. E vale dizer: essa é uma positiva mudança. Os três filmes são estrelados, respectivamente, por Daisy Ridley, Emma Watson e Gal Gadot.

“As mulheres tornaram-se gigantes no cinema esse ano”, disse Paul Dergarabedian, um analista de mídia ao NYT, acrescentando “A Forma da Água”, “The Post – A Guerra Secreta” e “Eu, Tonya” à mesma lista. Esses três últimos filmes, também liderados por mulheres, podem concorrer ao Oscar, mas só chegam ao Brasil a partir do final do mês.

Segundo a mesma reportagem do New York Times, a maior comédia americana foi “Viagem das Garotas”, protagonizada por Regina Hall, Queen Latifah, Jada Pinkett Smith e Tiffany Haddish (todas mulheres negras, vale dizer), que arrecadou mais de US$ 115 milhões. O filme mais bem sucedido com um lançamento reduzido também foi feminino: “Lady Bird: É Hora de Voar”.

E as mulheres se saíram bem em gêneros cinematográficos dominados por homens. Segundo um estudo divulgado no ano passado, realizado pelo Center for the Study of Women in Television and Film, apenas 3% dos filmes de ação são protagonizados por mulheres. E quando pensamos em “Star Wars” e “Mulher-Maravilha”, é perceptível que o público quer ver personagens femininas capazes de correr, lutar e segurar espadas. E no que diz respeito à comédia, gênero em que elas mais aparecem (28%), é passada a hora de dar mais espaço para que as mulheres possam brilhar.

Essas conquistas importantes acontecem mesmo com um percentual menor de personagens femininas nas telonas, em comparação à quantidade de personagens masculinos (são 31,4% contra 68,6%), e também depois de um ano marcado por denúncias de assédio sexual contra homens poderosos da indústria do entretenimento.

Os 5 filmes mais vistos de 2017 nos Estados Unidos foram: “Star Wars: Os Últimos Jedi”, “A Bela e a Fera”, “Mulher-Maravilha”, “Guardiões da Galáxia 2” e “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *