Tatiana Maslany fez uma singela demonstração de apoio à comunidade LGBT no Emmy Awards

19. setembro 2017 Estilo 0
Tatiana Maslany fez uma singela demonstração de apoio à comunidade LGBT no Emmy Awards

O Emmy Awards deste ano consagrou Lena Waithe, Donald Glover e “Big Little Lies” como alguns dos melhores do ano da televisão. Mas, para muitos, a ausência de Tatiana Maslany, de “Orphan Black”, entre os indicados foi muito sentida. A atriz, contudo, marcou presença no evento mesmo assim.

Vestindo um longo preto, a artista foi acompanhada do marido, Tom Cullen, e foi uma das mais bem vestidas da noite. Mas um pequeno detalhe tornou o look de Tatiana ainda mais bonito. Para acompanhar sua roupa, ela usou um broche em formato de “&”, o qual é um símbolo de solidariedade à comunidade LGBT e a todos que sofrem discriminação. Ele foi criado pela GLAAD, organização que luta pelos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans nos Estados Unidos.

“O & representa o poder das nossas vozes juntas. Nós devemos continuar em união e resistir às forças que buscam no dividir. Todos nós. Porque não é apenas uma identidade e muitos de nós estão sob ataque”, diz o site da ONG. Então, se você queria saber o que aquele pin significava, aí está. Tatiana mostrou que, em tempos tão divisivos, ela está do lado de quem é oprimido.

Em 2015, a atriz já havia demonstrado seu apoio à comunidade LGBT em um vídeo, também da GLAAD, em que explica o motivo pelo qual é uma aliada dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans.

“Muitos dos meus amigos sofreram com isso de ‘sair do armário’ ou se identificar como se identificam”, ela disse. “Não faz sentido que não haja apoio à comunidade [ou] que ainda haja uma comunidade separada. Eu não entendo por que há uma linha dividindo”.

Vale dizer, também, que LGBTs foram bem representados no Emmy Awards. Além de Lena Waithe, que é abertamente lésbica, quem também saiu vencedora na premiação foi Kate McKinnon, o episódio “San Junipero”, do seriado “Black Mirror”, que traz um casal de mulheres, RuPaul ganhou como Melhor Apresentador de Reality Show, além da série “The Handmaid’s Tale”, a qual também possui uma narrativa lésbica.

Que venha mais representatividade LGBT na televisão!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *