Shonda Rhimes emagreceu. E as pessoas mudaram a forma de tratá-la

Shonda Rhimes emagreceu. E as pessoas mudaram a forma de tratá-la

Shonda Rhimes é um dos maiores nomes de Hollywood, responsável por seriados que amamos, como “Grey’s Anatomy”, “How to Get Away With Murder” e “Scandal”. Ela sabe como contar contar e produzir uma boa história, mas se havia algo que ela não estava preparada para lidar é com a forma como as pessoas tem encarado a sua perda de peso.

Isso porque, desde que perdeu peso, ela vem sendo abordada por homens e mulheres, muitos parabenizando-a pela nova figura, como se agora que está mais magra, ela tivesse ficado mais ‘linda’ ou merecesse mais ‘carinho’ e atenção.

“Mulheres que eu mal conhecia me elogiaram. E elas me elogiaram muito, como se eu estivesse segurando um recém-nascido. Só que não havia nenhum bebê. Era apenas eu em um vestido, com maquiagem e cabelo feito. Mas ainda era a mesma”, escreveu a produtora em sua newsletter. “As mulheres me elogiaram. E os homens? Eles conversavam comigo. Eles paravam e tinham longas conversas comigo sobre várias coisas. Foi desconcertante. Mas ainda mais desconcertante foi que todas essas pessoas, de repente, sentiam-se confortáveis conversar comigo sobre meu corpo. Eles diziam que eu estava mais ‘bonita’ ou que estavam ‘orgulhosas de mim’ ou diziam ‘uau, você está um arraso agora'”.

Embora muitas pessoas não vejam problema em elogiar uma pessoa que perdeu peso, essa é uma questão problemática por dois motivos. Primeiro, nossa sociedade ainda trata o corpo magro como o ideal, como uma espécie de prêmio a ser conquistado. Em segundo lugar, o corpo gordo é estigmatizado, como se o indivíduo em questão tivesse menos valor, fosse menos humano e menos bonito, o que faz com que ele não receba os mesmos elogios que uma pessoa magra ouve.

“Depois que eu perdi peso, descobri que as pessoas me davam valor. Que valia a pena conversar. Eu era uma pessoa que elas podiam olhar, elogiar. Eu era uma pessoa que elas podiam admirar”, escreveu Shonda. “Quando eu era gorda, eu não era uma pessoa para essas pessoas. Como se eu fosse uma mulher invisível que, de repente, se materializou na frente delas. Poof! Aqui estou eu: magra e pronta para conversar. Hoje, eu me sinto uma espião corpulenta em um mundo magro. Os estranhos fazem piadas sobre gordos na minha frente. Piadas que não são para mim, mas para a mulher que eu fui quando tinha mais 60 quilos. A mulheres que eu poderia ser de novo algum dia. A mulher que eu sempre serei por dentro. Ficar mais magra não torna você outra pessoa. Apenas torna você mais magra”.

Em vez de aceitarmos as pessoas como elas são, criamos essa divisão do que seria ‘bonito’ e ‘certo’ e o que seria ‘feio’ e ‘errado’. E, seguindo essa lógica nociva, pessoas gordas entram na segunda categoria, o que leva muitas a entrar em dietas nada saudáveis e a arriscar suas vidas em cirurgias para perder peso. Tudo isso para se adequar a um padrão social que não tem feito bem para ninguém – especialmente para mulheres.

Isso tudo é para dizer que não há problema em perder peso. Em 2015, Shonda Rhimes contou que resolveu emagrecer depois de ter suas filhas. Mas essa foi uma decisão pessoal dela, como deveria ser de qualquer pessoa. Perder peso não deveria ser uma espécie de troféu, assim como ganhar peso não deveria ser visto como uma derrota. Somos todos seres humanos e, independente do corpo que temos, todos devemos ser tratados com compaixão e respeito.

Esse é mais um motivo para amarmos Shonda Rhimes ainda mais!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *