Essas foram as séries televisivas com mais oportunidades na direção para mulheres e minorias

01. setembro 2015 Televisão 3
Essas foram as séries televisivas com mais oportunidades na direção para mulheres e minorias

Aqui no blog não é raro falarmos sobre representatividade e a importância dela para a diversidade de narrativas em filmes, séries e livros. Também não é novidade que Hollywood possui um sério problema nesse quesito. Logo após a lista de indicados ao Oscar deste ano, por exemplo, muito foi falado sobre atores negros não terem sido nomeados nas categorias de atuação e mulheres terem ficado de fora das categorias importantes, como direção, roteiro e fotografia.

A televisão, apesar de conter várias atrações com personagens diversos, também não fica muito atrás no quesito representatividade de minorias, de acordo com um estudo da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). Contudo, foi constatado um interesse maior da audiência por produções com um elenco misto. “O público, independente de raça, está clamando por conteúdos diversos”, conta a co-autora do relatório, Ana-Christina Ramon, ao The Hollywood Reporter.

Na direção de séries, o cenário também é ruim. O Sindicato Americano de Diretores (Director’s Guild of America, em inglês) liberou um estudo na semana passada, mostrando quem atuou por trás das câmeras nas séries televisivas e on demand entre 2014 e 2015. Analisando gênero e etnicidade das pessoas que dirigiram os 3.910 episódios que foram ao ar nos dois anos, foi identificado o seguinte:

  • Mulheres dirigiram 16% de todos os episódios, um aumento de 14% quando comparado com o período que compreende 2013 e 2014;
  • Minorias (tanto homens quanto mulheres) dirigiram 18% de todos os episódios.
  • Entre 2014 e 2015, foram contratados 128 diretores que nunca dirigiram um episódio de televisão. Mulheres foram 16% deles, 4% a menos do que o período 2013-2014.
  • Enquanto minorias dirigiram 18% dos episódios entre 2014 e 2015, quando comparado com os anos 2013-2014, houve uma queda de 1%. Minorias estiveram na direção de 694 episódios, um aumento de 5% de episódios em relação ao período anterior (660 entre 2013 e 2014); contudo, o aumento não acompanhou o aumento no número de episódios lançados entre 2014-2015, 10% a mais do que o período anterior.
  • 27 séries não contrataram qualquer mulher ou minoria para a direção de episódios. Esse número foi 17% maior em comparação com 2013-2014.
  • Serviços de streaming, como o Netflix, adorado pela diversidade de narrativas que possui em seu catálogo de séries, também não vão tão bem atrás das câmeras, segundo o relatório, refletindo as práticas dos canais de televisão.
  • Um ponto positivo vem com o aumento de 10% no número de episódios durante 2014-2015. Com mais episódios, mais vagas e mais mulheres na direção, um aumento de 22% comparado ao período 2013-2014.

Lista de Melhores e Piores

Finalmente, o Sindicato dos Diretores fez uma lista com as melhores e piores séries na contratação de mulheres e minorias para o cargo de direção. Foram analisadas 277 séries.

Na lista das melhores, estão séries com pelo menos 40% dos episódios dirigidos por mulheres ou minorias na direção.

Para entrar no ranking das piores, é preciso que a atração tenha menos de 15% dos episódios dirigidos por mulheres ou minorias.

Dois pontos importantes merecem destaque: séries centradas em personagens femininas não necessariamente são dirigidas por mulheres, como é o caso de “Mom” e “Agente Carter”, que ficaram na lista de piores, por exemplo. A falta de direção de mulheres e minorias não quer dizer que a atração seja ruim, apenas reflete a falta de oportunidades para os grupos citados.

Selecionei as 20 melhores e piores séries, de acordo com o DGA. Para conferir a lista completa, clique aqui.

Melhores:

  1. Being Mary Jane – 100%
  2. The Game – 100%
  3. Single Ladies – 100%
  4. The McCarthys – 93%
  5. Ground Floor – 90%
  6. Empire – 82%
  7. American Crime – 80%
  8. Nicky, Ricky, Dicky & Dawn – 74%
  9. Jane the Virgin – 71%
  10. The Following – 67%
  11. Getting On – 67%
  12. Homeland – 67%
  13. The Night Shift – 64%
  14. Younger – 64%
  15. Stalker – 63%
  16. The Fosters – 62%
  17. Lab Rats – 62%
  18. Instant Mom – 60%
  19. Veep – 60% *
  20. Blue Bloods – 55%

Piores:

  1. Banshee – 0%
  2. Black Sails – 0%
  3. Boardwalk Empire – 0%
  4. The Brink – 0%
  5. The Comeback – 0%
  6. The Comedians – 0%
  7. Dominion – 0%
  8. The Exes – 0%
  9. The Expanse – 0%
  10. Flesh and Bone – 0%
  11. Galavant – 0%
  12. Gracepoint – 0%
  13. Granite Flats – 0%
  14. Henry Danger – 0%
  15. It’s Always Sunny In Philadelphia – 0%
  16. Man Seeking Woman – 0%
  17. Marco Polo -0%
  18. Masters of Sex  – 0%
  19. Mom – 0%
  20. Mystery Girls – 0%

H/T: HelloGiggles.