Qual a mensagem por trás de “Fetish”, novo clipe da Selena Gomez? Nós temos uma teoria

27. julho 2017 POP 0
Qual a mensagem por trás de “Fetish”, novo clipe da Selena Gomez? Nós temos uma teoria

Desde que lançou o clipe de “Fetish”, os fãs de Selena Gomez têm quebrado a cabeça para entender qual o sentido por trás do vídeo. Se “Bad Liar” nos deixou um pouco confusos, “Fetish” é ainda mais difícil de compreender.

Primeiro, Selena aparece com um vestido amarelo, sacolas na mão em um bairro de subúrbio. Em seguida, com a música já rolando, nós podemos vê-la comendo cacos de vidro, amarrando e colocando um curvex em sua língua, jogando as compras pela parede, rasgando suas meias, se esfregando no chão, comendo um batom e um sabonete e entrando em uma câmara fria cheia de frutas congeladas. A única pessoa no clipe, além dela, é o rapper Gucci Mane, com quem divide os vocais da canção.

É, é muito para processar. Veja você mesmo:

O que Selena Gomez está tentando dizer com “Fetish”, dirigido pela artista Petra Collins? Isso pode soar um tanto estranho, mas, talvez, a mensagem da cantora tenha a ver com um tema muito próximo a ela: saúde mental (como sugerem fãs na internet e o site Bustle. E vendo a obra de novo, é difícil não concordar ou ao menos pensar a respeito).

No ano passado, ela cancelou shows e anunciou uma pausa na carreira para tratar dos efeitos colaterais do lúpus, doença que possui, que eram depressão e ansiedade. Em vez de esconder os motivos para seu break, a artista preferiu ser honesta com o público e seus fãs, o que é muito positivo, uma vez que doenças mentais ainda são muito estigmatizadas.

Mas como isso se relaciona com o vídeo acima?

No clipe, é possível ver uma taça quebrada e vinho sobre uma bancada, o que pode sugerir um problema com álcool. Não fosse isso o bastante, ela ainda coloca os cacos de vidro na boca, o que nos faz pensar que ela está adotando comportamentos de risco, como a automutilação. A cantora ainda vai mais além, amarrando uma linha em sua língua, para depois colocar um curvex nela (e eu tenho certeza que ela sabe que o curvex foi feito para os cílios, e não para a língua). Por fim, ela come um batom e um sabonete.

Comer todas essas coisas não alimentares podem caracterizar um transtorno chamado de síndrome de pica, ou alotriofagia. Tal distúrbio só é diagnosticado quando uma pessoa faz a ingestão dessas substâncias por mais de um mês e em uma faixa etária em que isso seria considerado fora do normal. O nome da doença vem de um pássaro de mesmo nome, o qual come o que vê pela frente.

Se Selena Gomez queria mesmo falar sobre saúde mental em “Fetish”, ainda não se sabe, pois a cantora não se manifestou sobre o clipe. Porém, uma recente entrevista da diretora Petra Collins parece ter dado a dica sobre o conteúdo que a cantora queria abordar no clipe.

Em maio deste ano, ela contou à revista Vanity Fair que ela e Selena queriam fazer um filme de terror, mas não um em que “os personagens teriam de lutar contra um monstro de verdade”.

“Eu amo ‘O Exorcista’ e as coisas que surgem de dentro de você, as coisas que são um pouco mais sutis, e as coisas que você lida pelo lado de dentro”, disse Petra. “E eu sinto que é algo que nós duas adoramos conversar sobre… Esse tópico é muito especial para nós”.

É difícil ligar as imagens com o conteúdo da música, que parece ser sobre uma fixação da cantora por si mesma ou por alguém. Ou pode ser uma canção sobre vício, disfarçada de música de amor.

Eu não tenho certeza de nada, mas como a arte é subjetiva e abre espaço para diversas interpretações, não é impossível que o vídeo de “Fetish” seja sobre doenças mentais. E se for, talvez a forma escolhida não seja a mais apropriada, mas isso fica a cargo de especialistas da área para comentar.

Por enquanto, eu sei que vou ouvir a música mais uma vez.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *