Se você ainda tinha dúvida, a Gal Gadot esclarece: a “Mulher-Maravilha” é feminista

Se você ainda tinha dúvida, a Gal Gadot esclarece: a “Mulher-Maravilha” é feminista

Não que a gente precisasse dessa confirmação, mas caso você ainda tenha alguma dúvida, a “Mulher-Maravilha” é feminista, sim. Quem confirmou isso foi a própria Gal Gadot, que dará vida à personagem nas telonas.

“A ‘Mulher-Maravilha’ é feminista, claro. Eu acho que as pessoas entendem errado o que é o feminismo”, disse a atriz à revista Entertainment Weekly. “As pessoas acham que são axilas peludas, mulheres queimando sutiãs e odiando os homens. Não é isso. Para mim, o feminismo é sobre igualdade e liberdade e as mulheres decidirem o que nós queremos fazer. Se são salários iguais, então sejamos pagas iguais aos homens. Não é homens contra mulheres ou mulheres contra os homens”.

Ela ainda acrescentou como queria conduzir a super-heroína em seu primeiro filme solo da história.

“Era importante, para mim, que minha personagem não ensinasse aos homens como eles deveriam tratar as mulheres. Ou como as mulheres devem se perceber. Era mais sobre como ela não sabe as regras da sociedade. ‘Como assim as mulheres não podem entrar no Parlamento? Por quê?’ É só uma forma de lembrar as pessoas sobre como as coisas deveriam ser. Eu queria interpretá-la como um peixe fora d’água, mas não queria torná-la muito boba”.

Como a Rebeca Puig mencionou no Collant Sem Decote:

“Em tempos de Meryl Streep, interprete de uma feminista, tentando ao máximo se distanciar da palavra feminismo, ver Gadot falar tão diretamente que a Mulher Maravilha é feminista é ótimo. Eu diria que se você quer queimar sutiãs, você pode. E se você não quer depilar as axilas, também está ótimo, porque feminismo é exatamente sobre dar liberdade para as mulheres fazerem o que elas quiserem. Seja lutar por salários iguais, seja pagar menos numa lâmina de Gillette”.

Se a “Mulher-Maravilha” é realmente feminista, isso nem deveria ser perguntado, já que apenas o símbolo da super-heroína que ela é basta para sanar qualquer dúvida. Além disso, Gal Gadot, antes de conseguir o papel, teve uma ‘ajudinha’ de ninguém menos do que Beyoncé, que é declaradamente feminista.

“Quando fiz a audição para ‘Batman Vs Superman’, eu não sabia que era para a ‘Mulher-Maravilha’. O diretor Zack Snyder me pediu para fazer um teste com câmera”, revelou a atriz à revista W. “Foi uma tortura. Eles tinham seis ou sete meninas, e todas nós estávamos em trailers separados. Disseram para que nós esperássemos dentro deles até sermos chamadas. Esperar é meu inimigo número 1. Eu estava enlouquecendo. Foi então que eu decidi ouvir Beyoncé. Quem manda no mundo? As garotas! Eu comecei a dançar e minha ansiedade foi embora. Obrigada, Beyoncé”.

Vale lembrar, também que “Mulher-Maravilha” é um dos poucos filmes com um orçamento de US$ 100 milhões dirigido por uma mulher (Patty Jenkins), e quem já viu o longa garante: é uma das melhores produções da DC. Ou seja, já dá para gente ficar bem animado, né? Mas se você ainda não se convenceu, listamos 5 motivos para você ir ao cinema assisti-lo.

“Mulher-Maravilha” estreia no Brasil no dia 1 de junho!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *