Rodrigo Hilbert e Ashton Kutcher sabem que existem mais ‘mulherões da porra’ do que ‘homões da porra’

Rodrigo Hilbert e Ashton Kutcher sabem que existem mais ‘mulherões da porra’ do que ‘homões da porra’

É muito comum vermos por aí homens ganhando muito mais créditos do que as mulheres por fazerem as mesmas coisas. No quesito paternidade, isso também não é incomum. Enquanto os pais recebem muitos elogios por cuidarem dos filhos e da casa, uma mãe raramente recebe o mesmo reconhecimento.

Há algumas semanas, o apresentador do “Tempero em Família”, da GNT, Rodrigo Hilbert, recebeu o título de ‘homão da porra’ na internet, por ser um cara que, além de bonito e rico, ainda cozinha, lava, passa, divide a criação dos filhos com a esposa, a também apresentadora Fernanda Lima, e ainda sabe fazer crochê! Onde mais você encontra uma pessoa com tantas habilidades?

Veja bem, em muitas casas pelo Brasil e o mundo, há mulheres fazendo exatamente o mesmo, mas sem nunca ouvir que são ‘mulherões da porra’.

Porém, Rodrigo rejeitou o apelido que recebeu, pois acredita que tudo o que faz é “o mínimo” e não passa de “uma obrigação” de todo homem. Em seu programa na GNT, ele comentou o título de ‘homão da porra’.

“Receber elogios pelo fato de você cuidar do teu filho, pelo fato de você cuidar da sua casa, pelo fato de dividir as tarefas com a sua esposa… Eu não aceito esse ‘rótulo de homão da porra’ pelo simples fato de fazer isso. Isso é a obrigação de todos os homens. Eu acho que é o mínimo que um homem pode fazer”, disse. “O ‘homão da porra’ a gente pode chamar de ‘homem moderno’, tá?”

O apresentador acrescentou que as habilidades que adquiriu, bem como a forma de enxergar as mulheres de forma igualitária, vêm de sua criação, que contou com a participação de muitas figuras femininas, como sua mãe, sua avó e suas tias. Ele contou ainda que, apesar de ter crescido em uma época machista, teve a sorte de ser criado em uma família na qual as tarefas domésticas eram divididas igualmente entre homens e mulheres.

“Ao mesmo tempo, eu convivia com os homens e com as mulheres. A minha criação foi assim. Então, não consigo entender… Quero dizer, eu acho engraçada essa questão do ‘homão da porra’, porque eu acho que é uma coisa tão simples. Eu acho que todo mundo pode seguir esse mesmo caminho. E, assim, temos muito mais ‘mulherões da porra’ do que ‘homens da porra'”, disse, afirmando que sua esposa, Fernanda Lima, também é um ‘mulherão da porra’.

“Eu tenho uma ‘mulher da porra’ em casa, que trabalha pra caramba. E se eu não estiver em casa ajudando, se ela não estiver em casa ajudando, se a gente não fizer essa divisão de tarefas, a gente não consegue educar nossos filhos de uma forma correta”.

Quem mais partilha do mesmo pensamento é o ator Ashton Kutcher. No último sábado, ele foi homenageado com o prêmio Robert D. Ray Pilliar of Character, concedido a ‘indivíduos que demonstram bom caráter e oferecem liderança e inspiração’. Na ocasião, ele  dedicou a honraria à sua esposa, a também atriz Mila Kunis, com quem tem dois filhos: Wyatt, de dois anos, e Dimitri, de  4 meses.

“Vou falar para vocês: hoje de manhã, quando eu acordei, ela chutou o meu traseiro no quesito caráter. Eu achei que estava sendo ótimo por ter levantado cedo e ajudado com as crianças antes que ela acordasse. Eu a deixei dormindo um pouco e depois ela disse: ‘agora você vai agir como se estivesse cansado? Eu faço isso todos os dias’. Foi um momento de caráter, né? Porque ela está certa”, contou Ashton. “Ela chuta meu traseiro todos os dias nessa questão de caráter e ela é a melhor nisso”.

O ator aproveitou ainda para dizer o quanto sua família o mudou.

“A maior lição de caráter na minha vida são meus filhos. Quando eu tive essas crianças, quando minha esposa e eu tivemos essas crianças, nós dividimos essa honraria maravilhosa. Minha primeira resposta foi querer ligar para meus pais e dizer: ‘desculpem-me, pois eu nunca soube o quanto vocês me amavam”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *