Roberto Bolaños morreu, mas será sempre lembrado

29. novembro 2014 Internet 1
Roberto Bolaños morreu, mas será sempre lembrado

Roberto Bolaños, o eterno ‘Chaves’ e ‘Chapolin Colorado’, morreu ontem, aos 85 anos. Acredito que não preciso dizer o quanto sua genialidade marcou minha geração e muitas outras, que ainda assistirão aos seus seriados pela reprise no SBT. O menino da vila, que mora num barril, ‘Chaves’, e o super-herói ‘Chapolin Colorado’ serão sempre lembrados.

chaves_chapolin
Chapolin Colorado e Chaves

2014 já havia levado grandes nomes. Quem iria pensar que levaria Roberto Bolaños? Logo ele que já foi vítima de tantas ‘mortes de internet’. Mas tão logo a notícia se espalhou, todos ficamos chocados. Perdemos as piadas antigas, mas que tanto nos faziam rir assistindo ao Chaves e sua turma. Na verdade, não perdemos. Suas obras ficam e serão revisitadas durante anos. Com 30 anos no ar, pelo SBT, com certeza há algo a ser aprendido pelos roteiristas de programas humorísticos. ‘Chaves’ e ‘Chapolin Colorado’ nos arrancam risos fáceis, por mais que já tenhamos decorado as falas e situações.

Pelo Twitter, Maria Antonieta de las Nieves, a Chiquinha, e Edgar Vivar, o Senhor Barriga, escreveram mensagens pela morte de Bolaños. Não só eles, mas todo mundo que assistiu ao ‘Chaves’ e ao ‘Chapolin Colorado’ aproveitaram o espaço para fazerem duas declarações e compartilhar fotos, frases clássicas (‘Prefiro morrer do que perder a vida’) e charges sobre a triste perda da televisão mundial. Até o presidente do México, país onde Roberto Bolaños nasceu, deixou sua mensagem, dizendo “O México perdeu um ícone, cujo trabalho transcendeu gerações e fronteiras”.

Foi uma grande perda para o humor e para a televisão, mas saber que as obras deixadas por Roberto Bolaños ficam para sempre, nos confortam, e estarão sempre na memória de todos, principalmente daqueles que cresceram em frente à TV, somente para ver as trapalhadas de ‘Chaves’, ‘Seu Madruga’, ‘Dona Florinda’, ‘Quico’, ‘Chiquinha’, ‘Senhor Barriga’, ‘Chapolin Colorado’ e tantos outros personagens memoráveis. Fica aqui minha homenagem a Bolaños. Ficamos um pouco mais tristes com sua morte, mas felizes de termos acompanhado seu trabalho. Descanse em paz, Roberto.

PS: sua última mensagem no Twitter foi uma resposta a uma brasileira dizendo “todo o meu amor para o Brasil”

tumblr_nfs6583oKT1qcg5qao1_500