Para celebrar o Orgulho LGBT, uma playlist feita por pessoas LGBT

28. junho 2016 POP 0
Para celebrar o Orgulho LGBT, uma playlist feita por pessoas LGBT

No dia 28 de junho é comemorado o Orgulho LGBT, data que lembra um episódio importante na história do movimento LGBT, a chamada Rebelião de Stonewall, que ocorreu em 1969 na cidade de Nova York.

Naquele dia, os frequentadores do bar Stonewall Inn resolveram reagir às batidas policiais no local, que ocorriam sem justificativa e com frequência, o que resultou em dias de protestos, e marcou a luta por direitos civis da população LGBT. Na semana passada, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou o local como um monumento nacional do país.

Da década de 60 para cá, muitas conquistas foram feitas: o casamento entre pessoas do mesmo gênero foi aprovado em diversos países, há um movimento maior de reconhecimento de famílias compostas por casais gays e lésbicos e as pessoas trans conquistaram uma visibilidade maior pela mídia.

Contudo, apesar dos avanços, a violência contra essa população ainda é muito grande. O Brasil é um dos países que mais mata homossexuais e lidera o ranking entre aqueles que mais matam pessoas trans, cujos indivíduos têm uma expectativa de vida de apenas 35 anos e carecem de direitos básicos.

Então, por que ter orgulho? “Quando a gente vive num mundo em que as pessoas estão o tempo inteiro tentando apagar nossa diversidade, afirmar quem a gente é, é uma forma de resistência”, explicou o youtuber Murilo Araújo, em um vídeo de seu canal Muro Pequeno. Portanto, celebrar seu afeto e sua existência é um meio de mostrar que não seremos silenciados e invisibilizados.

E a música ajuda a fortalecer a nossa identidade e a ecoar nossas vozes e cores. Pensando nisso, pedi aos meus seguidores no Twitter e no Facebook, que são gays, lésbicas, bissexuais e trans, para que me sugerissem hinos LGBT e o resultado você confere a seguir.

Não se esqueça de cantar alto e celebrar quem você é. Feliz Dia do Orgulho LGBT!

“Heaven” – Troye Sivan:

“Firework” – Katy Perry:

“Born This Way” – Lady Gaga:

“I Want To Break Free” – Queen:

“Beautiful” – Christina Aguilera:

“Change” – Christina Aguilera:

“Express Yourself” – Madonna:

“Vogue” – Madonna:

“I’m Coming Out” – Diana Ross:

“I’m So Excited” – The Pointer Sisters:

“I Will Survive” – Gloria Gaynor:

“Same Love” – Macklemore & Ryan Lewis feat. Mary Lambert:

“Fuck You” – Lily Allen:

“Who Says” – Selena Gomez:

“All The Lovers” – Kylie Minogue:

“Your Disco Needs You” – Kylie Minogue:

“Faith” – George Michael:

“Freedom! ’90” – George Michael:

“You Spin Me Round (Like a Record)” – Dead Or Alive:

“Really Don’t Care” – Demi Lovato:

“Dona” – Gloria Groove:

“Tombei” – Karol Conká:

“We Are Who We Are” – Kesha:

“Heavy Cross” – Gossip:

“It’s Raining Men” – The Weather Girls:

“Brave” – Sara Bareilles:

“YMCA” – Village People:

“Raise Your Glass” – P!nk:

“Over The Rainbow” – Judy Garland:

“True Colors” – Cyndi Lauper:

“Eu Não Sou Obrigada a Nada” – MC Trans:

“Close Baby” – As Baphônicas:

“Lua de Cristal” – Xuxa;

“Homem Com H” – Ney Matogrosso:

“Love Is Free” – Robyn & Bagatelle Magique:

“Supermodel (You Better Work)” – RuPaul:

“Believe” – Cher:

“Strong Enough” – Cher:

“Arregaçada” – Banda Uó:

“Aceite-C” – Rico Dalasam:

“Zero” – Liniker:

“Trava Trava” – Lia Clark:

“Break Free” – Ariana Grande:

“Uma Canção Para Você” – As Bahias e a Cozinha Mineira:

“We Are Family” – Sister Sledge:

“Grace Kelly” – MIKA:

“True Trans Soul Rebel” – Against Me!:

“Let’s Have a Kiki” – Scissor Sisters:

“Dancing Queen” – ABBA:

“She Keeps Me Warm” – Mary Lambert:

“Desire” – Years & Years feat. Tove Lo:

“Androginismo” – Almôndegas:

“A Força da Mulher Sapatona” – GA31: