O mito da friend zone

O mito da friend zone

Ontem, no Twitter, entre tweets e retweets aleatórios, achei uma mensagem de um cara apoiando a atitude do Elliot Rodger e que as mulheres deveriam parar de rejeitar os “bons rapazes”. Para quem perdeu, o rapaz matou a tiros 6 pessoas e deixou outras 7 feridas nos Estados Unidos. Num vídeo postado no Youtube, o jovem relata nunca ter conseguido se relacionar com nenhuma garota, já que elas não se sentiam atraídas por ele e prometia vingança.

Segundo o cara que defendeu Rodger, “as mulheres deveriam dar mais atenção, amor e sexo aos homens legais”. Ou seja, não colocá-los na “””temida””” friend zone. Se você não sabe o que é friend zone ou, em bom português, zona da amizade, é o seguinte:  você está apaixonado por alguém que só te vê como amigo.

Amar e não ser correspondido é difícil, porém, a friend zone pode ser mais uma ferramenta de opressão machista. O cara faz de um tudo pela garota, mas ela não quer ficar com ele. Como se a menina fosse obrigada a beijar/ transar/ namorar um cara simplesmente por ele ter sido legal com ela.

friendzone bullshit
“E se eu te dissesse que friend zone é uma mentira, porque as meninas não são máquinas onde você coloca moedas de gentileza até o sexo sair”

Com um ego inflado como um balão, o cara acredita que, se ele for legal com a garota, ela vai retribuir com amor ou sexo. Como se fosse uma moeda de troca mesmo. Ignora-se completamente o fato de ela ser humana, ter direito à escolha e que ela pode não querer nada com ele.

É o velho machismo dizendo que mulher não pode ter vontade própria, não gosta de transar, e por isso tem que fazer sexo com qualquer um. É uma tentativa de colocá-la no seu “lugar” de mulher: um ser inferior.

Em nenhum momento ela é tratada como um indivíduo, que possui seus desejos. Não. A mulher deve dar em troca o que o cara quer, afinal, ele foi “bonzinho”. Ele merece. Merece?

Quando ela diz “não” ou “não estou interessada” ou “não gosto de você nesse sentido”, ela se transforma naquela vadia que fica escolhendo os parceiros. E isso é diferente de algum homem?

friend zone bullshit

Uma coisa é ela usar um cara para massagear o ego dela, o que é errado. E, ainda assim, isso não dá ao cara direito a nada.

Porém, se desde o começo ela já deixou claro que não está interessada (e mesmo que ela não tenha dito, ficar bancando o bom moço só para conseguir algo em troca, ainda é calhordice), não tem do que reclamar e, sim, respeitar. Homem que não respeita esse tipo de decisão, vê a mulher como um prêmio a ser conquistado. Já que ele se “dedicou” bastante a ela, tem direito a ficar com ela. Isso é ser muito cafajeste. E muito machista.

fiona friend zone

E se está difícil engolir que a menina não está afim, uma frase dita pela minha psicóloga uma vez talvez ajude: aceita, que dói menos.


4 thoughts on “O mito da friend zone”

  • 1
    Alexandre on 28/03/2015 Responder

    Como é o negócio? O cara tem o ego inflado porque não consegue sair da friendzonisse? Deixe de falar bobagem é a insegurança que causa esse mau. O medo (natural) da rejeição, o que isso tem a ver com machismo? E o que há de errado em se ter medo, as mulheres não tem medo? friend zone nada mais é que amor não correspondido e por acaso as mulheres estão isentas disso? Não são elas que vivem reclamando que todo home (aqueles que ela não jogou na friendzone) é cachorro? É claro que elas não tem culpa também não vamos crucifica-las , mas esse seu texto (que aliás vc deve ter copiado de algum lugar) é muito agressivo.

    • 2
      arturfrancischi on 29/03/2015 Responder

      Oi, Alexandre!

      Então, não existe friend zone mesmo. Insegurança é uma coisa, ser bacana com outra pessoa esperando que ela retribua isso com amor, beijo ou sexo é outra bem diferente. O machismo entra nessa história, porque esse comportamento é reproduzido, em maioria, por homens, como no exemplo que citei no texto.
      Quanto a copiar o texto de alguém, você está bem equivocado. Eu não preciso disso. Eu me baseio nas minhas experiências e nas trocas de experiências que tenho com outras pessoas. O seu comentário muito me ofende.

  • 3
    Eduardo on 20/08/2015 Responder

    A friendzone existe sim. Claro que tem babacas que acham que ser legal com alguém tem de trazer algum beneficio como relacionamento, beijos, sexo… Se fazem isso não são pessoas realmente legais, são falsos forçando um comportamento não natural que salta aos olhos de qualquer um. Agora machista por machista as mulheres também o são, pois esperam um comportamento masculino que hoje em dia está mudando muito. A friendzone existe principalmente para aqueles que dão valor a pessoa errada, colocando o alvo de seus sentimentos não correspondidos num pedestal esperando uma esmola de sentimento em troca, repito, são babacas. Tem de valoriza quem realmente importa a si mesmo sem se importar com que os outros vão falar ou pensar e isso é atitude, ou como elas diriam atitude de homem. Artigo que hoje em dia elas dizem faltar no mercado. Talvez porque tenham colocados muitos na friendzone. E falo isso por experiência própria e por ver isso muitas vezes com outras pessoas.

  • 4
    Eduardo Pereira on 07/03/2016 Responder

    Claro que a mulher não é obrigada a beijar e satisfazer o cara,isso é óbvio,e bem a friendzone não existe mesmo,é apenas um cara que não tem jeito e não captou que a mulher não está interessada nele e alias nunca esteve,ou seja o cara é um boçal que ainda não se tocou que a guria não está afim,o que achei estranho no texto foi o “machismo”,esse teu texto é bem moralista,começou bem,terminou mal,aonde tu tiraste que isso é machismo,hein,parece só mais um texto politicamente correto e esquerdista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *