O genocídio no Camboja é tema de “First They Killed My Father”, filme dirigido por Angelina Jolie

03. agosto 2017 Cinema 0
O genocídio no Camboja é tema de “First They Killed My Father”, filme dirigido por Angelina Jolie

Um dos episódios mais marcantes na história do Camboja, país localizado no sudeste asiático, foi o período sob o regime de Khmer Vermelho, o Partido Comunista do país, que aconteceu entre 1975 e 1979. Nessa época, estima-se que entre 1,5 e 2 milhões de pessoas foram mortas em campos de extermínio e trabalhos forçados no campo.

Entre os mortos, estava a família de Loung Ung, ativista cambojana que perdeu os pais, duas irmãs e muitos parentes em meio à guerra. Ela transformou suas dores no livro “First They Killed My Father”, o qual foi transformado em um filme, dirigido por Angelina Jolie, e que acaba de ganhar um trailer.

O longa reconta o período sangrento do Camboja pelo olhar de Loung, então uma menina de apenas 5 anos, que foi tirada de sua casa, em 1975, e levada à zona rural de seu país, em uma das ações do Khmer Vermelho e seu líder, Pol Pot. Segundo o R7, o regime queria impor uma “utopia agrária” na nação, removendo as pessoas das cidades e levando-as ao campo.

Ung conseguiu sobreviver aos horrores do período junto de seu irmão Meng e a esposa dele. Os quatro escaparam de barco para a Tailândia, onde passaram 5 meses em um campo para refugiados, indo em seguida para Vermont, nos Estados Unidos.

O Camboja, como lembra a revista People, é muito querido para Angelina Jolie, desde que ela gravou “Tomb Rider” por lá. Ela conheceu a ativista e escritora Loung Ung depois de ler “First They Killed My Father”, com objetivo de conhecer melhor a história do país e um dos motivos para tanta pobreza na região. Em 2002, ela adotou uma criança de cambojana: Maddox, seu filho mais velho, que hoje tem 15 anos.

Para fazer o filme, a americana trabalhou com o governo do Camboja e com o cineasta Rithy Panh, que também perdeu sua família no genocídio promovido por Khmer Vermelho. Além deles, Loung também participou escrevendo o roteiro do longa.

A produção, porém, já está envolvida em uma polêmica. Nada que tenha a ver com a história, mas com a forma escolhida para escolher o elenco infantil. Em entrevista à revista Variety, Angelina contou como os diretores de elenco escolheram as crianças. Eles montaram um jogo, no qual consistia em colocar dinheiro sobre a mesa e pedir a uma criança que pensasse em algo que precisasse para gastá-lo. Depois, o dinheiro era levado por elas, que tinham de devolvê-lo em seguida com uma mentira.

“Srey Moch [a garotinha que protagoniza o filme] foi a única criança que ficou olhando para o dinheiro por muito tempo”, disse Jolie. “Quando ela foi forçada a devolve-lo, ela ficou muito triste. Todas essas coisas a inundaram de novo. Quando ela foi perguntada para que ela queria o dinheiro, ela disse que seu avô havia morrido, e eles não tinham dinheiro para um funeral decente”.

Se isso vai afastar o público do longa, ainda é um mistério. Certeza, por enquanto, é que “First They Killed My Father” estreia na Netflix no dia 15 de setembro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *