O Canal Das Bee e o Youtube querem te ajudar a entender o que é ser LGBT

O Canal Das Bee e o Youtube querem te ajudar a entender o que é ser LGBT

Junho é o mês do Orgulho LGBT, quando lésbicas, gays, bissexuais, mulheres transexuais, travestis e homens trans celebram suas existências em mundo que ainda insiste em apagá-los e negar-lhes direitos. Para se ter uma ideia, somente aqui no Brasil, a cada 25 horas um LGBT é morto no país, que é um dos mais violentos contra essa população.

Portanto, é necessário e urgente discutir as questões envolvendo esses indivíduos. Para a nossa sorte, já há quase cinco anos, o Canal das Bee, que é um dos mais influentes no Youtube sobre direitos LGBT, vem conscientizando o público na internet sobre a temática. Sempre com bom-humor, Jéssica Tauane e Herbet Castro criam vídeos informativos, recebem convidados e ajudam a criar um mundo um pouco melhor.

E nesta semana, o canal está realizando uma campanha, em parceria com o Youtube, chamada #OrgulhoDeSer, que visa explicar o que é ser LGBT. A cada dia, desde a última segunda (12) até o próximo sábado (17), um vídeo com youtubers de diferentes identidades da comunidade do arco-íris será lançado.

Por enquanto, já foi divulgado um vídeo sobre as vivências de travestis e mulheres transexuais, com as youtubers Luisa Marilac, Rosa Luz, e Amanda Palha; e outro sobre homens trans, que teve a participação de Ariel Modara, Miguel Marques e Lucas Najar.

Ainda terão vídeos com os youtubers Murilo Araújo, Paula Landucci, Mandy Candy, Louie Ponto, Maicon Santini, Xisto, Hugo Nasck, Lorelay Fox, Samuel Gomes, Taty Leite, Magô Tonhon, Mari Morena, Kaito Felipe, Lorena Olaf Furter, Yasmin Falcão, Sam Santos.

Essa campanha, é uma iniciativa do próprio Youtube, que também realizou campanhas envolvendo outras causas dentro da plataforma, como o Youtube Negro e o #PorQueMulher.

“Eles procuraram a gente com um única exigência: 6 vídeos! Tivemos total liberdade para a criação dos roteiros, escolha dos canais parceiros e convidades”, explica Herbet Castro em entrevista ao Prosa Livre. “Quando o YouTube propôs 6 vídeos, de forma instantânea a gente pensou em dividir por segmentos: Travesti e Mulher Trans, Homem Trans, Pessoa Não-Binária, Bissexual, Lésbica e Gay. Cada parte da sigla tem diversas demandas específicas, às vezes, elas até são complementares, mas era preciso dar lugar de fala a cada segmento. A gente criou os roteiros pensando nos rostinhos dos Youtubers! Acho que para além de gostarem da ideia, eles confiam muito no trabalho que a gente vem desenvolvendo na plataforma. E é muito importante estar unido em meio a tantas situações adversas no Brasil, inclusive dentro da própria comunidade LGBT”.

O formato dos vídeos é um pouco diferente daqueles que estamos acostumados a ver no Canal das Bee, mas eles continuam com o bom-humor e didatismo que lhes são característicos para explicar causas complexas.

“O projeto #OrgulhoDeSer tem como um dos principais objetivos, furar a nossa bolha e explicar para o mundo de uma vez por todas questões simples e fundamentais relacionadas à vida de um LGBT. E pra isso, nada melhor do que prender o espectador ao longo dos 6 episódios por meio de uma ferramenta mais lúdica: uma esquete”, contou Herbet.

A série de vídeos é uma oportunidade fantástica de conhecer outras vivências e de se educar sobre como é a experiência de cada uma das identidades que formam a comunidade LGBT. Não só isso, além de visibilidade e identificação, a iniciativa promove uma aula de empatia, ajudando a quebrar preconceitos.

Foram muitas noites pensando e repensando #OrgulhoDeSer pra ficar tudo bem redondinho. A gente conseguiu reunir um time de peso, e sem o envolvimento dessas pessoas (youtubers e ativistas) o projeto não seria possível”, concluiu Herbet Castro. Acho que o que a gente espera é que as pessoas se informem, se eduquem, se divirtam e se emocionem! E que divulguem bastante por aí, para que a gente consiga furar a bolha e informar também quem não é LGBT. As pessoas precisam entender que as questões que envolvem a comunidade LGBT dizem respeito à toda sociedade, e não devem ser vistas de forma isolada”.

Portanto, não perca nenhum dos vídeos! Corra para o Canal das Bee ou dê play nos vídeos abaixo! Ah, e feliz mês do Orgulho LGBT!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *