Nicole Kidman escreve uma carta comovente às mulheres sobreviventes de violência doméstica

03. outubro 2017 Famosos 0
Nicole Kidman escreve uma carta comovente às mulheres sobreviventes de violência doméstica

Nicole Kidman fez uma das melhores atuações de sua carreira na série “Big Little Lies”, na qual viveu a advogada Celeste, uma mulher rica, casada e vítima dos constantes abusos de seu marido Perry (Alexander Skarsgard). A atriz fez um dos retratos mais doloridos e honestos de violência doméstica, que rendeu a ela o Emmy neste ano.

Fora das telas, ela continua sendo uma voz para mulheres que sofreram, e ainda sofrem, com a violência de seus parceiros no mundo todo. Neste mês, ela assinou um artigo para a revista Porter, recontando sua trajetória, seu desejo de lutar ao lado das mulheres e a importância da união feminina.

“Nunca me ocorreu que eu estaria em desvantagem porque eu nasci uma menina. A ideia de que mulheres e homens são iguais é parte do meu DNA. Fui criada por uma forte mãe feminista e um pai muito apoiador”, escreveu Nicole, que falou ainda do seu trabalho com a Organização das Nações Unidas (ONU) como Embaixadora da Boa Vontade.

“Com esse papel, eu pude entender completamente as barreiras que as mulheres enfrentam ao redor do planeta. Eu foquei em emprestar minha voz para as mulheres que são sobreviventes de violência. As histórias que eu ouvi mexeram muito comigo e mudaram que eu sou para sempre”, continuou Kidman. “Como Embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres, a organização das Nações Unidas que trabalha para empoderar mulheres e meninas, eu vi que não há limites para o que mulheres podem alcançar quando as oportunidades são dadas. Eu conheci mulheres que superaram enormes obstáculos, e que ainda assim conseguiram ajudar outras pessoas e se organizaram para conseguir uma mudança social. Para mim, essas mulheres incorporam a resiliência, força, dignidade e esperança”.

Segundo um estudo realizado pela ONG Action Aid, a cada hora, cinco mulheres morrem nas mãos de seus maridos e parceiros no mundo todo. No Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de um milhão de mulheres são vítimas de violência doméstica todos os anos no país. No primeiro semestre de 2016, em comparação ao mesmo período de 2015, houve um aumento de 133% nos relatos desse tipo de agressão no Ligue 180, canal do governo brasileiro para denúncias de violência contra a mulher. Portanto, essa forma de abuso continua presente e é um problema sério, tanto no Brasil quanto no mundo.

E além de iniciativas governamentais, de empresas e da sociedade para erradicar a violência doméstica, Nicole Kidman acredita que é preciso, também, a união entre as mulheres.

“Mais do que nunca, estou consciente da necessidade de apoiarmos e celebrarmos umas às outras. Eu gosto de acreditar que eu sou parte de um rede global de apoio de 3,4 bilhões de pessoas”, escreveu Nicole. “Imagine: se você puder contar com as 3,5 bilhões de irmãs e os muitos homens bons que estão conosco, o que nós não conseguiríamos realizar?”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *