Netflix vai incluir mais avisos de conteúdo sensível no seriado “13 Reasons Why”

Netflix vai incluir mais avisos de conteúdo sensível no seriado “13 Reasons Why”

Enquanto muita gente elogiou “13 Reasons Why”, pela forma como a série aborda bullying e suicídio, outros tantos a criticaram pelo mesmo motivo.

O Ministério Público da Paraíba, por exemplo, emitiu uma nota contra a atração da Netflix, alertando crianças e jovens a não assistirem a obra, por conter cenas “cenas muito impactantes”. Fora do Brasil, o Canadá baniu o seriado de algumas escolas, enquanto na Nova Zelândia, a produção foi proibida para menores de 18 anos. No mais, algumas organizações de saúde mental acreditam que a série romantiza o suicídio e pediram cuidado ao assistir para quem estiver em momentos de fragilidade emocional.

Ouvindo todos os lados, a Netflix resolveu agir e revelou que vai incluir mais avisos de conteúdo sensível no seriado “13 Reasons Why”, o qual já conta com esses comunicados antes de três episódios: “9. Fita 5, Lado A”, “12. Fita 6, Lado B” e “13. Fita 7, Lado A”. Neles, logo na abertura, a atração avisa que “o episódio contém cenas que alguns espectadores podem considerar perturbadoras e/ou não apropriadas para públicos mais jovens” por representações gráficas de estupro, assédio sexual, violência e suicídio.

“Houve uma tremenda quantidade de discussão sobre o nosso seriado ’13 Reasons Why’. Embora muitos de nossos membros o vejam como um veículo valioso para começar conversas importantes com suas famílias, nós também ouvimos as preocupações daqueles que sentem que a série deveria ter mais avisos”, diz o comunicado da Netflix obtido pela Variety. “Atualmente os episódios que contêm conteúdo gráfico são identificados e a série, no geral, é indicada a maiores de 17 anos. Indo além, vamos incluir um aviso adicional antes do primeiro episódio, como uma precaução extra para aqueles que vão começar a assisti-lo. Também fortalecemos a mensagem e o recurso de linguagem já existentes nos episódios que contêm conteúdo gráfico, incluindo o site 13ReasonsWhy.info – uma fonte de acesso global, que oferece informações sobre organizações profissionais que prestam apoio às sérias questões abordadas na produção”.

O site mencionado, 13ReasonsWhy.info, é uma das ações que a Netflix realizou para apoiar quem estiver com problemas emocionais. Ele oferece uma lista de organizações, em diversos países, que podem prestar ajuda a pessoas considerando o suicídio. Para o público brasileiro, a página indica o CVV (Centro de Valorização da Vida), apontando o telefone para contato (141) e o site da instituição.

Além disso, a plataforma de streaming realizou um especial com os atores que fazem a série, incluindo Selena Gomez, produtora-executiva da obra, no qual falam sobre a importância de procurar apoio profissional e de familiares e amigos para lidar com doenças mentais.

A história de “13 Reasons Why” gira em torno do suicídio de Hannah Baker (Katherine Langford), uma adolescente que tira sua própria vida, e que deixa uma caixa de fitas cassete para cada uma das pessoas que contribuíram para que ela tomasse a dura decisão.

Desde que foi lançada, a série aumentou em 500% o número de atendimentos ao Centro de Valorização da Vida.

“Vimos como positiva a oportunidade de ajudar os espectadores da série, que podem nunca ter ouvido falar no CVV”, explicou Carlos Correia, voluntário da associação, ao jornal O Globo. “Entre meus colegas voluntários, cada um tem uma opinião diferente: uns acham válido abordar o assunto dessa forma tão explícita, outros acham que a série pode, sim, induzir ao suicídio. É uma questão bastante subjetiva, e não é do escopo do trabalho do CVV avaliar se isso é bom ou ruim”.

Contudo, a equipe por trás do seriado, inclusive o roteirista Nic Sheff, e a produtora-executiva, Selena Gomez, saíram em defesa das cenas gráficas exibidas em “13 Reasons Why”.

“Não é um assunto fácil de ser conversado, mas estou feliz com o que ele tem feito”, disse a cantora para a Associated Press. “Estou emocionada e orgulhosa”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *