Natalie Portman é uma popstar amarga e com problemas no trailer de “Vox Lux”

25. outubro 2018 Cinema 0
Natalie Portman é  uma popstar amarga e com problemas no trailer de “Vox Lux”

Em 2018, duas artistas resolveram inverter os papéis – ou quase isso. Enquanto Lady Gaga migrou para as telonas com o filme “Nasce Uma Estrela”, Natalie Portman resolveu se aventurar nos palcos como uma popstar. Mas calma: ela não deixou de ser atriz, apenas interpreta uma cantora no longa-metragem “Vox Lux”, cujo trailer já foi liberado.

Na produção, Natalie é Celeste, uma mulher que entrou para a carreira musical depois de uma triste tragédia quando era apenas uma adolescente. Agora, ela é mãe de uma menina, e se prepara para fazer um retorno ao mundo da música com um novo álbum, o qual será, segundo a própria, “uma combinação dos meus trabalhos até hoje”. E isso não é tudo: ela ainda diz que seu show será sobre “sobrevivência”. Parece dramático, né?

De acordo com a prévia divulgada pela NEON, é possível perceber que Celeste é uma artista excêntrica, amarga e com muitos problemas. Em uma das cenas, ela pede para não ser perseguida pelos fotógrafos; em outra, ela grita com um homem que pede para tirar uma foto; surge aparentando estar sob o efeito de alguma substância e tem um ataque de fúria em outro momento. Isso tudo deixa sua filha inquieta, que  confessa estar preocupada com a mãe.

O que será que acontece quando os holofotes se apagam?

Assim como a sua personagem Celeste, Natalie Portman também ficou famosa ainda nova, quando trabalhou no filme “O Profissional”, do diretor Luc Besson, em 1994. A atriz, porém, vê diferenças entre crescer sendo uma atriz e uma cantora pop.

“Como atores, nós interpretamos personagens diferentes e mantemos nossas vidas privadas. Isso é parte do contrato para a maioria”, disse a artista à revista Vanity Fair. “Enquanto isso, pop stars criam uma persona que precisa aparecer o tempo todo e isso tem seu preço. Pode ser muito exaustivo ter que sempre ser aquela pessoa, ser fabulosa até quando vai comprar leite”.

A trilha sonora de “Vox Lux” foi escrita pela cantora e compositora Sia. Brady Corbet foi o responsável pelo roteiro e direção da obra, e quem já assistiu à produção em festivais de cinema, garante que o filme é muito bom e que a performance de Natalie Portman vale mais uma indicação ao Oscar. Para quem não se recorda, ela já foi indicada três vezes, levando o prêmio de Melhor Atriz pelo seu trabalho em “Cisne Negro”.

É possível que mais uma estatueta dourada venha por aí? Só vamos saber depois que “Vox Lux” estrear nos cinemas dos Estados Unidos no dia 7 de dezembro.