Mya Taylor faz história no Spirit Awards ao se tornar a primeira pessoa transgênera a levar o prêmio

27. fevereiro 2016 Cinema 0
Mya Taylor faz história no Spirit Awards ao se tornar a primeira pessoa transgênera a levar o prêmio

Acabou agora pouco mais uma edição do Independent Spirit Awards, um prêmio concedido aos melhores do cinema independente. “Spotlight: Segredos Revelados” levou cinco prêmios na noite de hoje, mas quem ganhou mesmo foi a diversidade: assim como o SAG Awards, o Spirit Awards teve indicados “que não são brancos”, como pontuou Kate McKinnon, uma das apresentadoras do evento. A referência foi óbvia: a falta de indicados negros ou de outras etnias no Oscar deste ano.

Idris Elba, esnobado pela Academia do Oscar, levou mais um prêmio por sua atuação em “Beasts of No Nation”, enquanto Abraham Attah, do mesmo filme, ganhou como ‘Melhor Ator’ na premiação. Mas a maior vitória foi de Mya Taylor, uma das estrelas de “Tangerine”. Ela fez história ao se tornar a primeira atriz transgênera a levar um prêmio no Spirit Awards.

“Ninguém te diz o quão nervosa você vai ficar quando concorre com outras grandes atrizes. Muitas coisas passam na sua cabeça, do tipo: será que vou tropeçar nesse vestido longo?”, brincou Mya em cima do palco. “Eu tive uma longa jornada em 2015, porque eu vim de quase nada, e então ganhei esse papel nesse filme, e minha vida deu uma volta de 360 graus.”

Segundo o Deadline, ela contou à imprensa que se candidatou a 186 vagas de emprego e fez 26 entrevistas nos últimos dois anos. “Eu não conseguia emprego porque meu nome e gênero não estavam alterados nas minhas aplicações de trabalho. Quando essa oportunidade surgiu [o filme “Tangerine], foi como se Deus a fizesse por todas os obstáculos que enfrentei.”

A atriz contou que não acreditava que “Tangerine” fosse acontecer ao saber que ele seria todo filmado em um iPhone. “Esse filme não vai ser merda alguma.”

Ao final de seu discurso, após fazer os agradecimentos, ela lembrou de que há “talento transgênero”. “Há muito talento transgênero lindo. Então, é melhor que vocês os coloquem no seu próximo filme.” É melhor você prestar atenção, Hollywood!

Após receber seu prêmio, Mya Taylor disse acreditar que a mídia está mais aberta a representar pessoas transgêneras nas produções. “Houve uma mudança. Mais pessoas estão abertas a gêneros diferentes e raças. Anos atrás, nós evitávamos o assunto.”

A vencedora do Spirit Awards de ‘Melhor Atriz Coadjuvante’ teve o apoio de Caitlyn Jenner na campanha para que ela fosse indicada ao Oscar por sua atuação em “Tangerine”, o que, infelizmente, não aconteceu. No entanto, Mya se prepara para algo grande: uma série televisiva baseada na sua transição.

“Minha experiência foi, na verdade, muito mais dramática, do que as personagens de ‘Tangerine'”, disse a artista em entrevista à revista Screen. “O interesse é mostrar essa jornada. Estou tentando começar um seriado sobre isso. Ele vai cobrir a luta de antes da transição, o durante e o depois. Tenho uma equipe trabalhando nisso e eu serei a produtora executiva.”

Confira abaixo o discurso de Mya Taylor no Spirit Awards: