Menina de 6 anos reage da melhor maneira ao saber que pai é uma mulher trans

Menina de 6 anos reage da melhor maneira ao saber que pai é uma mulher trans

Foi no começo do ano que Mallory resolveu viver abertamente como mulher trans, o que não atrapalhou seu casamento com Shalee Ellis, sua esposa há três anos. As duas decidiram vivenciar juntas a transição, apoiando uma à outra, incondicionalmente. “Isso não teve qualquer influência no amor que sentimos”, contou Shalee para o Buzzfeed News.

O casal possui duas crianças, e explicar a identidade de gênero de Mallory poderia ser complicado e confuso, mas a reação da filha mais velha, Layla, de seis anos, não poderia ter sido melhor.

“Fui perguntada várias vezes sobre como Layla respondeu ao saber que seu pai é transgênera. Liguei minha câmera na metade da conversa e foi isso o que aconteceu”, escreveu Shalee na descrição do vídeo postado no Facebook:

Tradução:

“Shalee: O que foi, querida?
Layla: Papai é ela agora?
Shalee: Como você se sente sobre isso?
Layla: Bem.
Shalee: Você se sente bem com isso?
Layla: Sim. Eu quero ser como um garoto.
Shalee: Você quer ser um menino?
Layla: Sim, e você?
Shalee: Bem, eu me sinto bem como menina e vou ficar como menina. Mas papai não se sente feliz como um menino, por isso, decidimos ajudar papai a se tornar a pessoa que seu cérebro e seu coração dizem que ele é.
Layla: Uma menina?
Shalee: Sim, isso mesmo. Quando papai e mamãe saíram no sábado, fomos comprar roupas novas, roupas de menina, e compramos maquiagem, e agora papai vai usar roupas de menina e maquiagem e, talvez, deixar o cabelo crescer. O que você acha disso, meu amor? Você está bem com isso?
Layla: Sim.
Shalee: Você sabe que papai vai continuar a mesma pessoa e será seu papai para sempre?
Layla: Sim.
Shalee: E o que você acha do novo nome de papai?
[Layla faz um gesto de aprovação]
Shalee: Você gosta? Você pode olhar para a câmera e dizer para papai Mallory o que você acha?
Layla: É ótimo!
Shalee: Pode dizer a ela o quanto você a ama?
Layla: Papai é ela?
Shalee: Papai é ela!
Layla: Papai, eu te amo muito! Mesmo você sendo ela, eu ainda te amo. Eu te amo, papai!”

“Logo que comecei a falar, sua reação foi incrivelmente madura e impressionante”, contou Shalee ao Buzzfeed. “Instintivamente, eu tive um momento de mãe e comecei a gravar para tentar capturar um momento de afeto para enviar à minha esposa.”

O vídeo tem sido muito compartilhado no Facebook e tem recebido vários comentários positivos, levando uma mensagem educativa e poderosa sobre o amor de verdade.

“Ele prova que o ódio é algo ensinado, e se nós, adultos, pudermos mudar a forma como falamos sobre os indivíduos que se identificam como transgêneros, então temos uma oportunidade de acabar um pouco a transfobia e discriminação contra pessoas trans, criando uma geração que ame seu próximo incondicionalmente, independente de descrições físicas”, concluiu Shalee.

Aproveitando o tema, admito que tive problemas em escolher o termo correto para me referir a Mallory: deveria chamá-la de “pai”, como sua filha, ou “mãe” ou de outra maneira? Recorri a uma amiga trans, que me orientou sobre o assunto. Contei a ela, também, que a série “Transparent” tem popularizado uma expressão em inglês que serve para se referir a pais que se assumem mulheres trans: moppa (ou mapa, como já vi circulando). Segundo o Urban Dictionary, a palavra é a combinação de “mom” (mãe) e “poppa” (pai). Em português, talvez, seria algo como “pãe”.

Acredito que seja uma forma de começarmos a pensar em como tornar a nossa linguagem mais inclusiva. No meio tempo, podemos ficar com e exemplo lindo de Layla, que sabe amar de verdade. Precisamos aprender mais com as crianças, não?