Marsha P. Johnson é apresentada em pequeno clipe do filme “Stonewall”

09. setembro 2015 Cinema 1
Marsha P. Johnson é apresentada em pequeno clipe do filme “Stonewall”

Foi em junho de 1969 que aconteceu a Rebelião de Stonewall, episódio que deu início à luta por direitos civis do movimento moderno LGBT. “Stonewall“, filme do diretor Roland Emmenrich, se propõe a recontar essa história a partir da perspectiva do personagem fictício Danny Winters.

O primeiro trailer foi liberado no começo do mês passado, mas desapontou ao colocar como protagonista um jovem branco e cisgênero, quando travestis, transexuais e mulheres lésbicas eram as pessoas na linha de frente dos protestos. A revolta foi tanta, que um boicote ao filme foi pedido por Pat Cordova-Goff, uma mulher trans, dizendo que é “hora de mulheres trans e drag queens negras e latinas serem reconhecidas por seus esforços nos protestos em todo o país”.

Acusados de “pintar de branco” a história do movimento LGBT, Roland Emmenrich, diretor de “Stonewall”, e Jon Robin Baitz, o roteirista, foram às redes sociais defender a produção. “Quando esse filme – que foi um verdadeiro trabalho feito com amor por mim – finalmente chegar aos cinemas, o público verá que ele homenageia os ativistas da vida real que estavam lá – incluindo Marsha P. Johnson, Sylvia Rivera e Ray Castro”, escreveu Emmenrich.

Marsha P. Johnson foi uma mulher transgênero negra e a ela é creditado o início dos protestos em “Stonewall”. No filme, ao que parece, ela parece continuar a não ser reconhecida por sua bravura e contribuição ao movimento LGBT.

Contudo, hoje foi liberado um pequeno clipe do longa, que destaca a presença Marsha P. Johnson. Interpretada pelo ator Otoja Abit (outro caso de ator cisgênero interpretando pessoas trans no cinema), ela é introduzida como “a rainha das rainhas”.

Seria uma tentativa de convencer o público a dar uma chance ao filme? Só saberemos após o dia 18 de setembro, quando “Stonewall” estrear no Festival de Cinema de Toronto.

Confira o clipe abaixo: