Queremos ver mais da bissexualidade de Lucifer na 4ª temporada da série na Netflix

20. agosto 2018 Televisão 0
Queremos ver mais da bissexualidade de Lucifer na 4ª temporada da série na Netflix

A essa altura, você já deve saber que o canal Fox cancelou a série “Lucifer” ao final do seu 3º ano, mas após uma grande campanha nas redes sociais, a Netflix resgatou o programa e o transformou em um “original Netflix”. Ou seja, a 4ª temporada e todas as demais que vierem pela frente serão distribuídas com exclusividade pelo canal de streaming. Inclusive, na última semana tivemos o início das gravações dos novos episódios (que só devem chegar em 2019), algo comemorado pelos atores e fãs nas redes sociais.

Um dos maiores questionamentos das pessoas para a próxima temporada é se a série irá abordar temas mais adultos e se iremos ver o corpo nu do protagonista Tom Ellis (essa é realmente uma grande questão!), já que na Fox, por ser um canal aberto, não eram permitidas nudez e cenas muito violentas. Já na Netflix, não há nenhum problema com esse tipo de conteúdo. O próprio showrunner da série, Ildy Modrovich, quando questionado pelo TVLine, afirmou que a série será mais ousada mas sem gerar o sentimento ‘não posso assistir isso com a minha filha pré-adolescente’. Ele e o outro produtor, Joe Henderson, ainda disseram que precisaram fazer várias manobras para a bunda do protagonista não ser mostrada em uma cena na qual Lucifer aparece pelado para a detetive Decker na 1ª temporada, e que essa não é mais uma preocupação que precisarão ter na Netflix. Em entrevista para o site TVLine, o ator Tom Ellis, em tom de brincadeira, disse que o showrunner Joe Henderson parece ter criado uma meta de mostrar o seu traseiro em algum momento.

Mas a pergunta que ainda fica é: veremos mais da bissexualidade de Lucifer nessa nova temporada na Netflix? Desde a 1ª temporada, há pequenos indícios da bissexualidade do protagonista, mas é só no 2º ano, no episódio 11, intitulado “Stewardess Interruptus”, que isso fica explicitamente claro. Na história da semana, haviam vários ex-affairs de Lucifer sendo assassinados, entre eles homens, e a bissexualidade do protagonista é comentada.

É fato que temos pouquíssimos protagonistas bissexuais em séries, e quando pensamos em personagens do sexo masculino bissexuais, a representatividade é praticamente nula. Seria interessante a Netflix perceber isso e dar mais esse importante passo no sentido da representatividade. Já que agora poderemos ver mais violência, nudez e sexo, porque não vermos mais da bissexualidade de um protagonista do gênero masculino em cena, até mesmo em cenas mais sexuais, e não apenas sendo citada?

Provavelmente só saberemos tudo isso em 2019, quando a Netflix disponibilizar a 4ª temporada da série. Enquanto isso, nos resta torcer para vermos mais da sexualidade do nosso demônio favorito sendo mostrada em cena e rever as temporadas anteriores que estão disponíveis no serviço de streaming.