Lorde pode não saber qual rumo seguir, mas ela está em busca de “lugares perfeitos” em sua nova canção

02. junho 2017 POP 0
Lorde pode não saber qual rumo seguir, mas ela está em busca de “lugares perfeitos” em sua nova canção

Lorde pode soar um pouco perdida em sua nova música, mas ela está em busca de “lugares perfeitos”, com certeza.

Ontem (1), a cantora neozelandesa divulgou “Perfect Places”, canção que integrará seu próximo álbum, chamado “Melodrama”, e que será lançado no dia 16 de junho. Segundo a própria cantora, essa música é “especial” para ela.

“Essa é especial para mim. Eu estava morando em Nova York no último verão, escrevendo o ‘Melodrama’ – eu passava pela ponte do Brooklyn todos os dias, ou sentava no metrô no calor, e então voltava para a Nova Zelândia no inverno por uma semana para me divertir com meus amigos”, ela escreveu no Facebook. “Minha vida era um pouco esquisita, eu ficava rabiscando e recomeçando. E durante todo o verão, eu não conseguia apagar o sentimento de que todos que eu conhecia sabiam ou viam que estavam procurando por algo – tentando transcender as notícias e as ruas que gritavam, bebendo na esperança de que isso os levassem para um lugar maior. Essa música vem desse ciclo interminável de noites calor violento do verão. Levou muito tempo para que nós a acertássemos, de uma dolorida demo no piano ao que ela é agora. Ela está perto do meu coração. Espero que gostem”.

E a letra de “Perfect Places” traduz esse sentimento de inquietação e de busca por uma paz ainda não encontrada.

“Todas as coisas que estamos tomando/ porque somos jovens e temos vergonha/ nos levam a lugares perfeitos/ todos nossos ídolos estão sumindo/ agora, eu não consigo ficar sozinha/ vamos para lugares perfeitos”.

“Melodrama” será um álbum que mostrará um outro lado de Lorde: a dor do fim de um relacionamento, um tema bem diferente de “Pure Heroine”, que a levou para o estrelato, e o qual tratava de temas ligados à juventude. Já no novo disco, ela demonstra uma nova faceta e um amadurecimento musical.

“Acho que eu tive um ano cheio. Todo mundo passa por aquele ano em que sente que é o primeiro da vida adulta. Eu saí de casa e, de repente, eu estava descobrindo quem eu era quando estou sozinha. Quem sou eu quando faço coisas sozinha?”, ela revelou ao Pitchfork. “E acho que você consegue ouvir isso nesse álbum. Há, definitivamente, momentos em que as pessoas podem dizer: ‘oh, ela chegou ali mesmo’. É assim. Eu tinha que dizer a verdade dura para mim mesma, para meus amigos e às pessoas à minha volta. É um sentimento incrível. É incrível ouvir esse trabalho e pensar: ‘uau, esse foi aquele ano da minha vida em toda sua glória e nojo’. Todos os momentos asquerosos, todos os ótimos momentos. É tudo muito especial para eu ouvir”.

Eu estou realmente ansioso pelo novo disco da Lorde! E enquanto ele não vem, vamos escutando “Perfect Places”: