#ImNoAngel mostra que sensualidade não é sinônimo de número pequeno

07. abril 2015 Estilo 0
#ImNoAngel mostra que sensualidade não é sinônimo de número pequeno

Não faz muito tempo, postei no blog sobre petições online que pediam à marca de lingeries, Victoria’s Secret, para que fizesse números maiores de suas peças. Além desse post, trouxe um exemplo de uma marca feminista de lingeries feminista, a Neon Moon, que produz peças para os diferentes corpos femininos.

Hoje, trago uma campanha muito bacana da marca Lane Bryant, a “#ImNoAngel” (‘Não Sou Uma Angel’, ao que parece ser uma referência às modelos da Victoria’s Secret), onde as modelos apresentadas no vídeo fogem aos padrões estéticos aceitados socialmente.

Na descrição do vídeo, a marca diz querer celebrar “mulheres de todas as formas e tamanhos ao redefinir a noção tradicional do que é sexy com uma mensagem poderosa: TODAS as mulheres são sensuais”. Até o momento, o vídeo já possui mais de 209 mil visualizações no Youtube e a mensagem tem se espalhado pela internet.

Mulheres de várias partes do mundo têm apoiado a iniciativa e postado fotos suas para reforçar a pluralidade da sensualidade. “Que chato seria se fossemos todas iguais”, diz uma das modelos do vídeo.

A campanha para a coleção Cacique vem para empoderar mulheres e bater de frente com a grife Victoria’s Secret, famosa por suas lingeries e modelos magérrimas.

A campanha ainda é maravilhosa, pois além de querer redefinir o padrão de beleza, traz ainda modelos brancas e negras. Em um comunicado ao site Bloomberg, Linda Heasley, CEO da Lane Bryant, diz que a campanha #ImNoAngel foi “pensada para empoderar todas as mulheres e a amarem cada parte de si”.

As modelos que estrelam o vídeo são Candice Huffine, Ashley Graham, Marquita Pring, Victoria Lee, Justine Legault e Elly Mayday. A Ashley Graham já apareceu aqui no blog, quando foi a primeira modelo plus-size a estampar um anúncio da Sports Illustrated.

Ashley Graham para a campanha #ImNoAngel
Ashley Graham para a campanha #ImNoAngel

No site da Lane Bryant, é possível compartilhar suas próprias fotos, além de conferir fotos das modelos e de outras mulheres no mundo todo, que entraram na campanha do body positivity.

Ainda que o objetivo seja vender, é muito bom ver alguma marca preocupada em transmitir uma mensagem de empoderamento às mulheres. Essas mulheres não Angels, são elas mesmas. E o que é mais bonito e sexy do que  isso?