Garota transgênero é eleita rainha da escola, nos Estados Unidos

18. setembro 2014 Internet 1
Garota transgênero é eleita rainha da escola, nos Estados Unidos

A passos lentos, o mundo parece seguir o caminho da tolerância e da diversidade. Um exemplo disso pode ser visto na escola Sand Creek High School, nos Estados Unidos, onde Scarlett Lenh, uma garota transgênero, foi coroada homecoming princess, ou “rainha da escola”.

“Foi o máximo. Me senti muito bem! Eu não conseguia parar de sorrir”, ela contou ao jornal The Gazette.

Biologicamente, a jovem é um menino; mas foi durante este ano que Scarlett começou a se identificar como menina e a usar o banheiro feminino na escola onde estuda. No entanto, a garota não achava que conseguiria concorrer a rainha da escola.

“Um dos meus amigos comentou comigo sobre isso, mas eu nem pensei muito sobre o assunto, porque nunca achei que seria nomeada. Mas agora isso importa para mim”, conta ela. “Isso é algo que eu queria ser desde meu tempo de caloura no colégio. Eu quero que as pessoas sejam elas mesmas e não se sintam desconfortáveis em seus corpos e mentes”.

O discurso bonito e encorajador de Scarlett não agrada a todos, infelizmente. Apesar de ter sido escolhida com a maioria dos votos, alguns estudantes de sua escola não aprovaram a sua representante.

“Eu acho errado, porque ela é um menino, não uma menina, e foi isso sua vida toda. Foi só agora que ele começou a mudar”, conta Jarrod Clarke, aluno da Sand Creek, ao The Gazette.

Não somente alguns alunos, mas alguns familiares também não gostaram de uma aluna transgênero ser a rainha da escola, o que levou o porta-voz do distrito escolar, Matt Meister, a fazer uma declaração. Apesar de não comentar o assunto, devido à lei de privacidade estudantil, limitou-se a dizer que “os líderes da escola Sand Creek e do Distrito 49 respeitam a decisão do corpo estudantil sobre a eleição de rei e rainha da escola”, completando que “a política da diretoria diz que não devemos excluir nenhuma pessoa de participar de qualquer programa ou atividade com base em identidade ou expressão de gênero”.

Polêmicas à parte, Scarlett está feliz. Desde pequena ela diz sentir-se como uma menina e não um menino. “Sempre tive isso na minha cabeça. Na escola, eu tentei bloquear isso. Este ano, eu levei a sério como queria me expressar. Vejo isso como uma coisa boa. Espero que ajude as pessoas a entender que se elas querem ser algo e trabalharem duro, isso pode acontecer”.

A reportagem completa está no site do jornal The Gazette.

Tags:

,

1 thought on “Garota transgênero é eleita rainha da escola, nos Estados Unidos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *