Freida Pinto discursa sobre igualdade de gêneros em premiere de filme banido da Índia

14. março 2015 Cinema 1
Freida Pinto discursa sobre igualdade de gêneros em premiere de filme banido da Índia

Em 2012, a morte de Jyoti, uma garota indiana após ser estuprada por um grupo de homens chocou seu país e o mundo. Na Índia, uma mulher é estuprada a cada 21 minutos. Um crime perverso, que deixa marcas em muitas mulheres, vítimas dessa violência.

Um documentário sobre o ocorrido, dirigido pela cineasta Leslee Udwin, “India’s Daughter” (“A Filha da Índia”, em tradução livre), foi impedido de ser transmitido na Índia. Autoridades locais temem que o longa possa “inflamar tensões” no país.

No entanto, o filme foi lançado nos Estados Unidos, no dia 9 de março, e teve a participação das atrizes Meryl Streep e Freida Pinto. A premiere aconteceu na Baruch College, seguida de um debate sobre direitos das mulheres. “Nesta noite acendemos essas velas para homenagear os valores e o trabalho da curta e promissora vida de Jyoti Singh”, disse Streep, referindo-se à jovem era estudante de medicina. “Ela era filha da Índia. Hoje, ela nossa filha também”.

“Esse filme precisa ser transmitido. Não é o tipo de documentário para envergonhar a Índia”, afirmou Freida Pinto, que fez um forte discurso sobre a necessidade de igualdade de gêneros na Índia e no mundo todo.

freida pinto discurso feminismo

“Ser uma mulher no mundo de hoje é, na melhor das hipóteses, um exercício sutil em meio à injustiça. Na pior, um inferno na Terra”, disse a atriz para a plateia. “Em 2015, apesar de várias melhorias nas vidas e nos direitos das mulheres ao redor do mundo no último século, ainda parecem existir uma rede ideológica muito complexa e normas culturais que amaldiçoam nossa sociedade e fazem a misoginia global, na minha opinião, um grande flagelo e o problema mais urgente da nossa época. Nosso orgulho foi deslocado, porque há um gênero nesse planeta que ainda precisa ser emancipado”.

Freida Pinto disse que a desigualdade de gêneros acontece em todos os países, e manifesta-se em todas as culturas e sociedades. Sobre feminismo, a atriz afirmou que não vê a hora “de que essa geração de homens e mulheres finalmente possam perceber que declarar-se feminista é dividir os mesmos valores espirituais e econômicos dos homens”. “Nós chamamos homens que não acreditam em direitos iguais. Essa luta é de vocês também. Essa luta para transcender e vencer suas próprias mentes. As mulheres não pedem para estar à frente ou atrás de vocês. Queremos estar do lado de vocês como seres iguais”.

A atriz indiana lembrou a importância de empoderar outras mulheres, a fim de eliminar a violência contra elas. “Não é vergonhoso admitir a existência dessa violência. Vergonha é esse crime existir e não falar nada”. “Se não nós, pelo menos nossas netas crescerão num mundo livre de discriminação de gêneros”.

Freida finalizou encorajando as mulheres a apoiarem-se uma nas outras. “Por fim, e mais importante, eu chamo as mulheres a levantarem umas às outras, a fazer o bem-estar de cada uma como prioridade e para não julgarem uma mulher pelas decisões que ela faça. Recuse-se a internalizar e rejeite esses séculos de ódio entre mulheres, por mais difícil que seja. Se todas nós fizermos isso e educarmos nossas crianças a fazerem o mesmo, talvez tenhamos a chance de mudar os paradigmas que levaram aos acontecimentos terríveis deste filme”.

O discurso completo pode ser conferido no site do examiner.com (em inglês).

Documentário

O documentário “India’s Daughter” foi banido na Índia. O longa possui depoimentos dos homens que estupraram Jyoti, onde um deles culpa as mulheres pelo estupro que sofrem. As falas terríveis desses homens em nada diferem do que muitos homens no Brasil – ou em qualquer parte do mundo – pensam sobre a violência contra a mulher, culpabilizando-as pelo ocorrido. O feminismo mostra-se mais do que necessário, pois não só escancara a desigualdade de gênero, como fortalece mulheres para reverterem essa cultura de opressão sobre elas.

O trailer de “India’s Daughter” está abaixo. [AVISO DE GATILHO]:

https://www.youtube.com/watch?v=YROBVxk17cM