Feliz aniversário, Teenage Dream!

24. agosto 2015 POP 1
Feliz aniversário, Teenage Dream!

Há 5 anos, é possível que Katy Perry não soubesse o barulho que faria na música pop com o lançamento de seu segundo álbum de estúdio, “Teenage Dream”. Lançado no dia 24 de agosto de 2010, o disco teve cinco singles em primeiro lugar nas paradas musicais, sendo a primeira mulher a realizar tal feito, e a segunda artista a alcançar a marca. O primeiro foi o rei do pop, Michael Jackson, em 1987, com o álbum “Bad”.

É preciso reconhecer o poder de “Teenage Dream”, pois ele colocou Katy na lista de maiores artistas pop do mundo. “O segundo disco é muito importante para mim, porque mostra se eu nasci para isso ou apenas tive sorte”, revelou a california gurl em entrevista à Rolling Stone, em 2009. Dando continuidade ao estilo musical que a colocou no topo das paradas, ela garantiu à época que não iria “alienar seu público” com algo diferente do que havia feito. “Sinto que esse é o passo errado. Acho que você precisa crescer com ele [o estilo], fazer novos ramos, mas manter a árvore intacta de algumas formas”.

Trabalhando com nomes poderosos como Greg Wells, Guy Sigsworth, Dr. Luke, Max Martin e Ryan Tedder, Katy Perry entregou um trabalho divertido, colorido e contagiante, que encantou pessoas no mundo todo. Os seis singles produzidos refletem a persona da cantora, ainda que o disco como um todo revele, de diferentes formas, a garota nascida em Santa Bárbara.

“California Gurls” deu início à era “Teenage Dream”, trazendo na música e no clipe os elementos que veríamos durante todo o período: canções alegres, perucas coloridas, doces e uma Katy Perry disposta a levar seus fãs a seu conto de fadas pessoal ou País das Maravilhas. Essa foi a premissa e a estética seguida por ela durante os anos de 2010 a 2012, e durante toda sua turnê mundial, a ‘California Dreams Tour’, que pisou em solos brasileiros em setembro de 2011.

Embora tenhamos músicas que refletem a personalidade engraçada da cantora, como “Last Friday Night” ou “Peacock”, há aspectos mais sérios dela, como “Not Like The Movies”, onde Katy canta sobre finais felizes nem sempre acontecerem “como nos filmes”, “Who Am I Living For” ou “Circle The Drain”, uma música descrita por ela mesma como sua versão para “You Oughta Know”, da Alanis Morissette, uma de suas inspirações. “As pessoas possuem vidas reais, trabalhos, têm relacionamentos. Há um pouco mais de substância e perspectiva nesse disco”, revelou a cantora antes do lançamento de ‘Teenage Dream’.

Foi nesse trabalho em que conhecemos a vontade de inspirar pessoas de Katy Perry. Um dos singles de maior sucesso, “Firework”, é sua música favorita entre todas do álbum. É positiva, encorajadora, e possui um clipe explodindo cores e boas vibrações, protagonizado por ela e por seus fãs. “Acho que foi por isso que eu a escrevi. Porque eu acredito de verdade nas pessoas e acredito que as pessoas possuem uma faísca que pode se tornar fogos de artifício”, contou ela ao MTV News. Há ainda “Pearl”, que conta a história de uma garota que perdeu sua identidade durante um relacionamento e a luta para não se deixar “apagar” pelo outro.

Foram seis singles lançados durante a era ‘Teenage Dream’: “California Gurls”, a faixa-título do álbum, “Firework”, “E.T.”, “Last Friday Night”, sendo as cinco líderes das paradas musicais, e “The One That Got Away”. Curiosamente, enquanto Katy ascendia e conquistava novos patamares, sua vida pessoal não ia tão bem, e seu casamento com o ator Russell Brand chegava ao final, como pode ser conferido no documentário lançado em 2012, ‘Part of Me’, que documenta toda a ‘California Dreams Tour’. Naquele mesmo ano, Katy lançou a reedição de seu disco, chamado de “Teenage Dream – The Complete Confection”, que lhe rendeu mais um #1, Part of Me, e outro single de sucesso, Wide Awake.

Cinco anos depois,o sucesso de “Teenage Dream” ainda pode ser sentido. O álbum figura na posição 185 na lista de dos 200 álbuns mais vendidos durante a semana de 13 de agosto deste ano, ultrapassando a marca de 3 milhões de cópias somente nos Estados Unidos. No mundo todo, foram quase 6 milhões de cópias vendidas. Seu sucessor, ‘Prism’ vendeu um pouco mais da metade, 1,65 milhões. Mas nada que tire o sono de Katy Perry. “Não vou tentar duplicar o que eu fiz com ‘Teenage Dream’, porque eu nunca conseguiria”, contou a cantora à revista Rolling Stone. “O ‘Prism’ mostra a variedade que ofereço enquanto artista, ao invés de ter um determinado objetivo de chegar ao número 1. Quero dizer, é sempre legal, mas isso não vai acontecer sempre”.

“Teenage Dream”, pessoalmente falando, é um dos meus álbuns favoritos de toda a vida. Embora as letras do “Prism” conversem mais com a pessoa que sou hoje, foi durante a era do disco anterior que minha admiração pela Katy Perry começou. Em setembro de 2011, lá estava eu no meio daquele monte de gente no Rock in Rio, esperando por ela, e terminei aquela noite fã de uma pessoa inspiradora. Naquela época eu ainda não havia me “assumido” katycat, mas quando olho para trás, vejo que já havia encontrado alguém que partilhava comigo o gosto pelo colorido da vida e que me ajudou a me manter positivo e confiante, quando nem tudo era assim.

Feliz aniversário, ‘Teenage Dream’! E parabéns pelas conquistas, Katy Perry! Mal posso esperar pelo seu próximo passo!

feliz aniversário teenage dream

Gif: via.


1 thought on “Feliz aniversário, Teenage Dream!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *