“Explicando”: uma série que deveria ser obrigatória para todos

28. setembro 2018 Televisão 0
“Explicando”: uma série que deveria ser obrigatória para todos

Já pensou conseguir explicar para pessoas temas complexos e muitas vezes considerados tabus, como monogamia, diferença salarial entre homens e mulheres e o orgasmo feminino de uma forma muito simples e extremamente didática? É isso que a Netflix conseguiu fazer através de “Explicando”. Dividida em 20 curtos episódios, de 15 a 19 minutos cada um, a série documental debate sobre um tema e o explica de forma bem sucinta e até divertida em cada episódio. Às vezes coisas mais sérias são tratadas, mas em alguns momentos apenas nos é explicado como funcionam coisas muito presentes no mundo atual: como o K-pop, o uso do ponto de exclamação ou a astrologia.

Para deixar tudo mais agradável e trazer uma simpatia ao público, os episódios são narrados por pessoas conhecidas. Então é muito legal ver a Samira Wiley (de “Orange is The New Black” e “The Handmaid´s Tale”) falando sobre a diferença da riqueza de negros e brancos, Kristen Bell (de “The Good Place”) sobre a possibilidade de vivermos eternamente ou a cantora Carly Rae Jepsen narrando um episódio sobre Música. Alguns entrevistados também são conhecidos nossos, como Hilary Clinton, que participa bastante da explicação sobre a diferença salarial entre homens e mulheres.

Entre os episódios que falam sobre temas importantes e mais fazem refletir, o destaque fica já para o primeiro da série, que trata sobre a diferença de riquezas entre brancos e negros. É bem triste ver como algumas coisas relacionadas ao racismo e direitos de minorias não mudaram com o decorrer dos anos. Parecido com esse episódio, mas não sendo tão emotivo, é a explicação sobre a diferença salarial entre homens e mulheres. Ainda falando sobre o sexo feminino, é muito interessante quando a série aborda o orgasmo feminino. “Explicando” também não teme tocar em assuntos polêmicos, como o conceito de “politicamente correto” ou a monogamia. Alguns episódios são mais descontraídos e apenas servem para matar nossa curiosidade de entendermos como funciona o k-pop, os campeonatos de games ou astrologia.

“Explicando” é feliz em usar dados, gráficos e exemplos sem parecer chata, tudo de uma forma descontraída (até quando fala de temas sérios) e muito bem explicadinha. Por se tratar de episódios tão curtinhos, os assuntos mais pesados não se tornam cansativos. Os 20 episódios da 1ª temporada já estão disponíveis na Netflix e deveriam ser obrigatórios para todos, por explicar de forma tão didática alguns temas que alguns não entendem tão bem ou tem dificuldade de compreensão. Seria muita utopia pensar que uma série poderia fazer parte da humanidade entender algumas coisas tão complexas e necessárias?