Elas têm o mesmo pai e o mesmo nome. Mas não se conheciam. Este é “As Duas Irenes”

31. agosto 2017 Cinema 0
Elas têm o mesmo pai e o mesmo nome. Mas não se conheciam. Este é “As Duas Irenes”

Imagine descobrir que seu pai tem uma segunda família. Agora imagine que nessa mesma família há um filho com a sua idade e com o mesmo nome. O que você faria?

Foi o que aconteceu com Irene (Priscila Bittencourt), que descobriu que seu pai possui outra esposa e outra filha em uma cidade diferente. Para bagunçar ainda mais a situação, ela descobre que a garota também se chama Irene. Mesmo sem saber nada sobre sua nova irmã, a menina busca saber quem ela é.

E nesse contato, surge uma amizade improvável entre “As Duas Irenes”, que também percebem que são o oposto uma da outra.

“Elas são meio que um espelho invertido, mas elas vão se contaminando justamente pela amizade que elas vão criando”, explicou o diretor do filme, Fábio Meira, ao G1. “É uma história de descobertas. Não só de um segredo, mas da própria identidade”.

“As Duas Irenes” estreou no começo do ano na Berlinale, durante a mostra Generation do evento cinematográfico. O filme também foi exibido no 45º Festival de Cinema de Gramado, e saiu de lá com quatro vitórias: Melhor Roteiro, Direção de Arte, Prêmio da Crítica e Melhor Ator Coadjuvante, dado ao ator Marco Ricca, que interpreta o pai das protagonistas.

Escrito e dirigido por Fábio Meira, o longa foi inspirado em uma história da própria família do cineasta. Segundo o Estadão, o avô do cineasta tinha duas filhas com o mesmo nome, mas que nunca se conheceram. A ideia de como seria um encontro entre as duas nunca abandonou Fábio, que acabou adaptando a história em sua produção.

Se você está curioso como esse encontro entre as duas irmãs vai ser, prepare-se. “As Duas Irenes” estreia em breve no Brasil: no dia 14 de setembro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *