Desordem

09. setembro 2017 Literatura 0
Desordem

li
sobre camas
desarrumadas e a
incessante
busca pela perfeição
ela acorda, se ajeita
pra passar o dia
fazendo a mesma coisa
todos os dias
a
mesma
coisa,
numa rotina desgastante,
que nem ela mesma consegue
entender.
pessoas perguntam se ela não cansa,
pessoas não a deixam em paz,
parece que ela usa o mesmo lençol
todos os dias, disseram
faz tempo que não lava os travesseiros,
você viu aqueles fios?
todos embaraçados,
falta uma cor,
você está pálida.
questiono
porque cargas d’agua,
eu nunca entendi essa expressão,
não dão um tempo para a moça.
ela não pode estar desanimada,
desarrumada,
todos temos nossos dias
especiais
e se você, pense bem,
tivesse alguém lhe puxando os quatro cantos
toda manhã
que tipo de reação você teria?
não vamos exigir
de ninguém
ser um perfeito lugar
pra estar
todos
os
dias.
quando não somos nem mesmo,
boas pessoas
todos os tempos.

Tags:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *