De acordo com J.J. Abrams, você pode esperar por personagens homossexuais em “Star Wars”

27. Fevereiro 2016 Cinema 0
De acordo com J.J. Abrams, você pode esperar por personagens homossexuais em “Star Wars”

Eu sei que você, assim como eu e o mundo todo, shippou forte Finn (John Boyega) e Poe Dameron (Oscar Isaac) em “Star Wars: O Despertar da Força”. O próprio Oscar deu pistas no programa da apresentadora Ellen DeGeneres de que há um romance no ar entre seu personagem e outro da franquia, mas sem especificar qual.

E, talvez, Finn e Poe tenham mesmo um romance. É que J.J. Abrams, diretor do sétimo episódio da saga intergaláctica, afirmou que há espaço para personagens homossexuais em “Star Wars”. “Claro!”, disse o cineasta na última quinta-feira, durante o Oscar Wilde Awards. “Quando falo de inclusão, não é exclusão de personagens homossexuais. É sobre inclusão. Então, claro.”

De acordo com o Daily Beast, para Abrams é natural que existam personagens LGBTs na franquia, mesmo que nenhum deles tenha se identificado dessa maneira ainda. “Eu adoraria”, afirmou. “Para mim, a diversão de ‘Star Wars’ é a glória da possibilidade. Então, parece uma loucura intolerante e contra intuitivo dizer que não haveria um personagem homossexual naquele mundo.”

É uma boa notícia vinda do diretor do filme que bateu recordes de bilheteria ao ter uma mulher, um negro e um latino no centro do novo episódio de “Star Wars”. Aos poucos, a saga vai parecendo mais com o mundo em que vivemos, o que traz uma identificação maior com o público que a acompanha.

Aliás, diversidade é algo que J.J. Abrams leva muito a sério. “Era muito importante para mim que os atores do filme parecessem com o mundo em que vivemos”, contou o diretor ao Buzzfeed News em dezembro passado. “Eu quero que as pessoas sintam que esse é um mundo inclusivo. Porque é isso o que eu senti quando vi ‘Star Wars’ pela primeira vez. A Força une todas coisas vivas, não só caras brancos.”

Em tempos de discussão sobre diversidade no Oscar e em Hollywood, muitos fãs ficarão satisfeitos ao verem-se representados numa das maiores franquias do cinema. “Acho que todos temos muito o que fazer e acho uma loucura que nós ainda tenhamos uma conversa sobre inclusão. É vergonhoso”, disse o cineasta ao Daily Beast em janeiro. “Acho importante que as pessoas vejam-se nos filmes. Não é uma coisa pequena”, resumiu o cineasta na Comic Con do ano passado.

Acho que, agora, temos motivos suficientes para acreditar que veremos as imagens abaixo nas telonas no futuro, né? <3


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *