Cantora Janelle Monáe lidera protesto contra violência policial na Filadélfia

16. agosto 2015 POP 0
Cantora Janelle Monáe lidera protesto contra violência policial na Filadélfia

Na última quarta-feira, 12 de agosto, a cantora americana Janelle Monáe, dona do hit “Tightrope”, liderou um protesto na cidade da Filadélfia, capital da Pensilvânia, Estados Unidos. A marcha foi parte do movimento #BlackLivesMatter (“Vidas de Negros Importam”), que visa chamar atenção à morte de negros mortos pela polícia americana. Segundo reportagem do site Refinery29, desde a morte de Michael Brown pela polícia, em agosto de 2014, mais 314 negros perderam suas vidas da mesma maneira.

Janelle esteve na cidade para um show, parte da Eephus Tour, ao lado de outros artistas da Wondaland Records, que se apresentam gratuitamente em 8 cidades. Antes da apresentação na Filadélfia, a artista e o cantor de hip hop Jidenna, lideraram 150 protestantes pelas ruas da cidade. De acordo com o NBC10, eles falaram sobre a violência policial e injustiça. “No despertar da brutalidade policial e várias outras coisas, queríamos ter certeza de que o mundo soubesse que a alegria negra ainda é importante e relevante”, disse Melanie McCoy, uma das organizadoras da passeata, ao canal de televisão. “Tão importante quanto a fúria negra, a alegria negra é igualmente importante. Sentimos que podíamos usar ambas”.

Em frente ao público, Janelle Monáe pediu para dissessem os nomes dos mortos nas mãos da polícia. “Podemos dizer os nomes deles enquanto ainda podemos respirar?”. Segundo o site Mic, durante toda a caminhada, foram entoados cânticos, e os nomes de Freddie Gray e Sandra Bland foram ditos, sucedidos pelo coro “Diga o nome deles”.

"March through the streets cause I'm willing and I'm able." #Queen #Theeephustour #wondaland 📷: @lordofthegreen

A post shared by THE WONDALAND ARTS SOCIETY (@wondaland) on

Legenda da imagem: “Marcho pelas ruas porque quero e sou capaz”.

Say their names! #BLM #blacklivesmatter #HYTB #theeephustour #welcometothefuture #blackjoy

A post shared by THE WONDALAND ARTS SOCIETY (@wondaland) on

Legenda: “Marchamos porque o futuro da vida dos negros importam”.

À noite, durante o show que realizou na cidade, Janelle Monáe disse em cima do palco: “As pessoas estão fazendo fofoca sobre o que estou vestindo ou quem está namorando quem. Precisamos mudar a conversa para quem está sendo morto. Queremos que vocês digam o nome deles após dizermos seus nomes. Queremos que vocês não os esqueçam”.

Ela então cantou uma nova versão de “Hell You Talmbout?”, música de seu álbum ‘Electric Lady’, de 2013. A nova canção é um protesto contra a violência policial. Nos versos são ditos os nomes de negros mortos pela mão da polícia, sucedidos pelo pedido “Diga o Nome Dele” e “Diga o Nome Dela”. No Instagram, Janelle escreve que a faixa “canaliza a dor, o medo e o trauma causado pelo chacina de nossos irmãos e irmãs”. “Nós a gravamos para desafiar a indiferença, o desprezo, a negligência de todos que permaneceram quietos em torno do problema. O silêncio é nosso inimigo. O barulho é a nossa arma”.

Confira a performance de “Hell You Talmbout?” abaixo: