Campanha do Youtube celebra e incentiva pessoas LGBT a mostrar que têm orgulho de ser quem são

Campanha do Youtube celebra e incentiva pessoas LGBT a mostrar que têm orgulho de ser quem são

Não é de hoje que o Youtube demonstra seu apoio à comunidade LGBT e à sua luta por direitos. Em anos anteriores, foram feitas campanhas de combate à homofobia no esporte, de celebração do casamento entre pessoas do mesmo gênero e do Orgulho LGBT. Para 2016, o site de vídeos acaba de lançar uma iniciativa que visa dar visibilidade aos seu criadores LGBT, bem como incentivar as pessoas que os assistem a ter orgulho de ser quem são.

“Nos deixa incrivelmente felizes que, ao longo dos anos, o Youtube se tornou uma plataforma para que a comunidade LGBTQ possa se expressar, começar novas conversas e criar solidariedade ao redor do mundo”, diz um post no blog da empresa. “Desde comemorar as Paradas do Orgulho LGBT, até abrirem suas transições e explicar o ABC de LGBT, o Youtube é um lugar para todos, não importa quem sejam ou quem amem.”

E no dia de hoje (21), foi dado início à campanha #ProudToBe, ou #OrgulhoDeSer, que visa incentivar gays, lésbicas, bissexuais, pessoas trans a comemorar e (re)afirmar o orgulho que sentem por ser quem são. Para dar o pontapé na iniciativa, foi lançado um vídeo com trechos de diversos youtubers, que compartilharam suas jornadas pessoais de luta e de aceitação pessoal.

“Quando a identidade é questionada, responda com orgulho”, diz o vídeo:

Aqui no Brasil, o Youtube convidou alguns de seus criadores para explicar algumas das coisas que sentem orgulho de ser. Entre eles estão: Lorelay Fox, do canal Para Tudo; Federico Devito; Murilo Araújo, do Muro Pequeno; Jéssica, Débora e Herbert, do Canal das Bee; Amanda e Eloah, do Marola com Carambola; Pedro e Nelson, do Põe na Roda; Juninho e Steven, do Co-op Geeks; Lina e Márcia, do jogando Juntas; Thiago Wolff e Taty, do Bixa Melhore; Felipe Abe, do ABE Channel; Fernando Escarião; Danilo Leonardi; Rodrigo Toller, do canal Toller; Augusto Assis, do Canal do Guto; Angelo Armiliato; Rodrigo, do Rdoriog; Henry Walnut, do Henrytado; Fábio Pastorello; Rafa Leick, do Viaja Bi; Hugo Nasck; e o Chá dos 5.

Mas por que ter orgulho de ser LGBT? Porque vivemos em um tempo em que, por mais visibilidade que nós e nossas causas tenham, ser gay, lésbica, bissexual, pessoa trans, ou ter alguma sexualidade ou identidade de gênero minoritárias, ainda significa enfrentar altos índices de violência e exclusão social.

“Quando a gente vive num mundo em que as pessoas estão o tempo inteiro tentando apagar nossa diversidade, afirmar quem a gente é, é uma forma de resistência”, explica o Murilo Araújo em um vídeo que explica ter orgulho de ser gay, negro e cristão.

Abaixo você confere uma playlist com os vídeos da campanha #OrgulhoDeSer e fica aqui um reforço do convite feito pelo Youtube e seus criadores: do que você tem orgulho?