Ava DuVernay pode dirigir novo filme da Marvel

Ava DuVernay pode dirigir novo filme da Marvel

A diretora Ava DuVernay, primeira mulher negra a concorrer ao Globo de Ouro, por seu filme “Selma”, que também concorreu ao Oscar de Melhor Filme neste ano, pode vir a dirigir um novo filme da Marvel, como noticia o The Wrap. Segundo o site, DuVernay estaria sendo cotada para um longa com super-heróis diversos, podendo ser o “Pantera Negra” ou “Capitã Marvel”. Essa última estará nos cinemas em 2018, e as responsáveis pelo roteiro são Nicole Perlman e Meg LeFauve.

ava duvernay marvel
Foto: Ava DuVernay em divulgação do filme “Selma”

O The Wrap escreve ainda que a procura por DuVernay aconteceu no mesmo dia em que a União Americana pelas Liberdades Civis (American Civil Liberties Union –  ONG americana que defende e preserva os direitos e liberdades individuais dos cidadãos dos Estados Unidos) pediu uma investigação aos órgãos federais para que se investigue como são feitas as contratações de Hollywood, canais de televisão e agências de talentos. Como se sabe, Hollywood possui problemas de diversidade em suas produções, algo que ficou ainda mais evidente neste ano, após a lista dos indicados ao Oscar.

Segundo fontes do The Wrap, a Marvel estaria à procura de um diretor negro para o filme do “Pantera Negra” e uma mulher para “Capitã Marvel”. No entanto, de acordo com o Buzzfeed, há chances de que Ava DuVernay dirija o longa da super-heroína, uma vez que a personagem não precisa ser necessariamente branca.

ava duvernay filme marvel

A Capitã Marvel apareceu pela primeira vez em 1982, nos quadrinhos do “Espetacular Homem-Aranha”. A personagem teve o Capitão América como mentor, foi a primeira mulher negra a integrar a equipe dos “Vingadores”, e é capaz de controlar raios cósmicos e raios gama.

Nenhuma mulher dirigiu um filme da Marvel. Ainda que a companhia tenha contratado Patty Jenkins para “Thor: O Mundo Sombrio”, a diretora deu lugar para Alan Taylor. Ela agora dirigirá “Mulher Maravilha“. Além disso, não há um filme de uma super-heroína desde 2005, quando foi lançado “Elektra”, protagonizado por Jennifer Garner.

Apesar dos pedidos para um filme próprio da Viúva Negra, a Marvel parece pouco disposta em investir em longas estrelados por mulheres, como prova uma troca de emails vazada pelo Wikileaks. O humorístico SNL chegou a fazer uma paródia do que seria um filme da Viúva Negra: muito romance e trabalho numa revista de moda.

Ava DuVernay chegou a ser questionada pelo Entertainment Weekly sobre a possibilidade de dirigir um filme de super-herói, ao que ela respondeu “sim. O filme certo, sim”, ao que continuou dizendo “Quero dizer, é uma meta grandiosa que eu penso e quero muito? Não. Mas se houver uma boa história, com certeza. Acho que é mais importante que nossos heróis reflitam mais do que um tipo de pessoa. É por isso que a Mulher Maravilha é bacana, e é por isso que alguns outros personagens são legais. Se podemos ter um homem verde, também podemos ter…”.

Um super-herói negro. Ou uma super-heroína negra. Quando pensamos nos últimos lançamentos cinematográficos da Marvel, mulheres e homens negros são pouco representados, mas mulheres negras sequer aparecem. Então, caso venha a se realizar “Pantera Negra” ou “Capitã Marvel”, um avanço no caminho da diversidade será dado. E será ótimo que Ava DuVernay esteja por trás disso.