Atrizes devem ir ao Globo de Ouro vestidas de preto para protestar contra o assédio sexual em Hollywood

18. dezembro 2017 Estilo 2
Atrizes devem ir ao Globo de Ouro vestidas de preto para protestar contra o assédio sexual em Hollywood

A temporada de premiações está chegando, o que significa que, além de vermos nossos artistas favoritos sendo reconhecidos por seus trabalhos, discursos e gestos políticos também ganharão os holofotes. E uma das causas que deve receber bastante atenção nos eventos de Hollywood é o assédio sexual.

Desde que as denúncias contra o produtor Harvey Weinstein surgiram, mais e mais homens da indústria cinematográfica começaram a cair. Não só isso, o problema iniciou um movimento liderado para mulheres para acabar com a violência contra as mulheres no ambiente de trabalho. O movimento #MeToo, que visa encorajar mulheres a compartilhar suas histórias de abuso sexual, psicológico e físico, foi até nomeado a ‘Pessoa do Ano’ pela revista TIME, tamanha sua importância no cenário atual.

E para demonstrar que essa discussão não terá fim, um grupo de atrizes comparecerá ao Globo de Ouro vestido de preto, como forma de protesto contra o assédio sexual. A revista People reporta que artistas como Jessica Chastain, Meryl Streep e Emma Stone devem se unir à causa. 

“Todas as atrizes que comparecem ao Globo de Ouro protestarão ao usar apenas vestidos pretos”, teria dito uma fonte à publicação.

Segundo a revista Us Weekly, apenas um pequeno grupo de mulheres usaria vestimentas pretas para a ocasião, mas “assim que a ideia se espalhou em Hollywood, mais atrizes quiseram fazer parte da iniciativa e, atualmente, 30 delas estão planejando participar”. E, aparentemente, a cor deverá ser um must nos tapetes vermelhos das próximas premiações.

“Esse movimento está se espalhando e, praticamente, todas as mulheres indicadas e outras vão participar”, teria afirmado uma fonte à publicação.

Contudo, a campanha não parece ser unanimidade por todas. Rose McGowan, que foi estuprada por Harvey Weinstein, demonstrou sua insatisfação pelo Twitter, através de um tweet já apagado, no qual criticava a ação.

“Atrizes como Meryl Streep, que trabalharam felizes com o Porco Monstruoso, vão vestir preto no Globo de Ouro, como forma de um protesto silencioso. O silêncio de vocês é o problema. Vocês vão aceitar um prêmio de mentira e não farão nenhuma mudança de verdade. Eu desprezo a hipocrisia de vocês. Talvez vocês devessem vestir Marchesa”.

Marchesa não foi uma escolha de palavras aleatória: a grife é da ex-mulher de Weinstein. Meryl Streep, contudo, se manifestou em uma nota publicada no site Huffington Post, dizendo que “nunca soube dos crimes” do produtor.

“Eu não fiquei em silêncio deliberadamente. Eu não sabia”, disse a atriz. “Eu não aprovo estupro. Eu não sabia. Eu não gosto que jovens mulheres sejam abusadas. Eu não sabia que isso acontecia. […] Eu fui ao escritório dele uma vez: para uma reunião com Wes Craven para “Música do Coração”, em 1998. HW distribuía filmes que eu fazia com outras pessoas. Ele não era um cineasta, mas um produtor, a princípio, um marqueteiro de filmes feitos com outras pessoas; alguns bons, outros não. Mas nem todo ator, atriz e diretor que trabalhou em produções que HW distribuía sabia que ele abusava de mulheres ou que ele estuprou Rose na década de 90 e outras mulheres antes e depois disso, até que elas nos contaram. Nós não sabíamos que o silêncio das mulheres havia sido comprado por ele e seus comparsas”.

Mas no final das contas: vestir preto é mesmo uma forma de protesto efetiva ou é apenas um gesto vazio? Se pararmos para pensar que as atrizes vestem vestidos dessa cor em qualquer evento, pode parecer uma atitude não muito eficaz na busca por mudanças. Porém, se pararmos para pensar que elas são sempre perguntadas sobre suas roupas no tapete vermelho, talvez elas consigam falar sobre a causa e criar novas discussões acerca da violência contra a mulher. 

É uma atitude positiva, se você me perguntar, ainda que seja simbólica. E já que estamos falando de um problema sério, toda ajuda é bem-vinda.


2 thoughts on “Atrizes devem ir ao Globo de Ouro vestidas de preto para protestar contra o assédio sexual em Hollywood”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *