Ao Glee club: muito obrigado!

Ao Glee club: muito obrigado!

Eu já disse em outra ocasião que não sou desses que assistem várias séries e fazem maratonas delas. Gosto muito de algumas, como “Game of Thrones”, “Orange Is The New Black” e “How To Get Away With Murder“. E, claro, “Glee”, que encerra hoje sua sexta e última temporada. Nunca pensei que seria tão difícil dizer adeus a uma série de TV. Mas é com o coração partido que despeço-me do New Directions e do Mr. Schuester.

glee-slushy_2015-03-18_23-40-09

“Glee” foi uma das poucas séries que me fizeram criar identificação com os personagens. Ao contrário de “Gossip Girl”, em que eu não me via em nenhum personagem ou situação, “Glee” me ajudou a me conhecer melhor. Se você não foi um desajustado na escola, talvez não entenda a importância de ver um grupo de pessoas como você na televisão, que são perseguidos e assediados por serem quem são. Eu realmente não estive sozinho esse tempo todo.

E acredito que o trunfo do seriado foi justamente esse: a representatividade. Negros, gays, mulheres, pessoas com deficiência, pessoas trans… Todos tiveram seu momento em “Glee”, que acompanhou suas conquistas e suas dores, sem deixar o humor de lado. E, principalmente, sem deixar a música de lado.

Boto fé que todos nós temos uma música para algum momento da vida. Eu tenho várias, pelo menos. E a música fala aquilo que sentimos, mas que não conseguimos dizer de outra forma. A música foi o que uniu aquele grupo de jovens, tão diferentes, e que conseguiram ultrapassá-las e fazer da sala do coral, um local onde poderiam ser eles mesmos.

E o maior legado de “Glee” é justamente esse: abrace quem você é, pois não há ninguém no mundo como você. E embora seja algo fácil de ser assimilado, é quase impossível de ser colocado na prática, pois a sociedade não admite quem não tem medo de se colocar no mundo.

Ao seriado”Glee” eu só consigo agradecer. Nem sempre a série foi ótima, teve seus altos e baixos, mas cresci com ela e aprendi muita coisa. Absorvi a individualidade de cada personagem, assim como suas vivências. Hoje dou adeus a essa série tão querida. E agradeço por tantos ensinamentos, por me divertir e me colocar na tela da minha TV.

“Como eles dizem? O show deve ir a todos os cantos. Ou algo assim”.

https://www.youtube.com/watch?v=oZ_1S78cDzc

Gif: via.